Adquirir imóvel na planta sai mais barato, mas exige cuidado

Adquirir imóvel na planta sai mais barato, mas exige cuidado

São Paulo, 22/10/2018 – A compra do imóvel na planta tem o preço como grande atrativo. “Sem dúvida alguma, sai mais barato do que o mesmo imóvel pronto”, afirma o professor de finanças da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e da FGV, Fábio Gallo.

O motivo, segundo ele, é que quem faz esse tipo de transação está assumindo o risco da construção. “A construtora pode ter trambique e ir à falência, por exemplo. Além disso, há os riscos relacionados à obra. O empreendimento pode ter diversos problemas, como o material usado ser de má qualidade.”

 

Do outro lado do espectro, há o apartamento pronto, porém mais caro. “O ponto positivo dele é que já se conhece a qualidade do imóvel, o entorno. Não há os sustos que a construção pode causar”, diz Gallo.

 

A resposta se é mais vantajoso comprar o imóvel na planta ou com o empreendimento pronto depende principalmente do perfil de comprador. “Só a pessoa interessada consegue pesar os prós e contras e ver o que se adapta melhor à sua vida”, afirma o professor.

 

No caso de Isabel Delalamo, a decisão de adquirir o imóvel com o prédio ainda na fase de projeto teve saldo positivo. “Assim, temos tempo de planejar a mudança com calma, pesquisar preços de móveis e eletrodomésticos”, conta. A compradora Larissa Nery, no entanto, emite outra opinião: “O empreendimento entregue traz mais segurança e atende melhor a necessidades de emergência”.

 

No caso de compra na planta, a providência mais importante é verificar a reputação da empresa responsável pelo empreendimento. Para o professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Agostinho Pascalicchio, esse é o elemento decisivo na hora de optar pela aquisição. “Deve-se analisar a qualidade da construtora, sua reputação, verificar se possui boa transparência, bom prazo de entrega, se tem antecedentes que colaborem no processo de decisão. A análise deve ser feita considerando-se os riscos”, opina. (Jéssica Díez Corrêa, especial para O Estado)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.