Corretor ajudando casal com financiamento imobiliário

7 melhores dicas para ajudar seu cliente com o financiamento imobiliário

Quando alguém planeja a compra de um imóvel, existem fatores envolvidos que podem pesar na decisão. Tem o sentimento bom, que é a realização do sonho da casa própria, mas, ao mesmo tempo, a dúvida sobre fazer um alto investimento, o que traz à tona uma certa insegurança.

É nessa hora que o corretor de imóveis deve ajudar seu cliente com o financiamento imobiliário, elucidando todas as suas dúvidas relacionadas aos fatores que envolvem essa negociação. Afinal, existe a parte burocrática, que nunca é tão simples.

Nesse momento em que ele está decidindo ainda se fecha ou não o negócio, é essencial a presença e a disponibilidade do vendedor. Ele deve ajudar o cliente, auxiliando-o nas principais questões relacionadas ao imóvel em si e tudo o que vem pela frente sobre o processo de financiamento.

Neste artigo, você vai saber como ajudar cliente com financiamento. Afinal, esse é um momento importante de decisão, tornando-o, assim, mais seguro e confiante. Continue a leitura e confira!

1. Criar uma lista de documentos necessários para o financiamento imobiliário

Essa deve ser uma das primeiras orientações do corretor para o cliente, visto que, muitas vezes, a falta de um documento pode dificultar, ou mesmo, impedir uma negociação. Com a ajuda do vendedor, o cliente se sentirá mais seguro nesse processo de compra e venda. Essa atenção e preocupação do corretor, em relação a essas questões, fazem com que o comprador tenha mais confiança no consultor que o acompanha nesse processo. Isso fideliza e, certamente, garante indicações futuras de seus clientes.

Na verdade, são muitos documentos exigidos na hora de negociar com a instituição financeira. Por isso, é importante que o corretor de imóveis tenha ciência sobre todos os documentos necessários para esse momento. Trata-se de um conhecimento que só agrega autoridade à profissão. O fato é que, sabendo quais os documentos oficiais que precisam ser devidamente anexados ao processo, o corretor pode tornar a transação imobiliária mais célere, facilitando o fechamento do negócio.

2. Ajudar a administrar as emoções

São muitas emoções envolvidas no processo de aquisição da casa própria, principalmente para aqueles que o fazem pela primeira vez. É um misto de ansiedade, animação, insegurança, felicidade, etc. Por isso, tudo deve ser muito bem administrado, para que as coisas fluam no tempo estimado pelo corretor, sem que qualquer sentimento atrapalhe a negociação. Um corretor experiente saberá ajudar nesse processo, elucidando qualquer dúvida e informando todos os trâmites pelos quais o cliente passará no financiamento.

3. Ter modelos prontos de apresentação

Os bancos disponibilizam modelos de crédito para as diferentes versões de imóveis, como comerciais, residenciais, rurais etc. São tipos básicos com todas as informações necessárias para a negociação, como as custas dos processos para a realização do financiamento. Isso ajudará os clientes a entenderem sobre o trâmite e os custos relacionados a ele.

Dessa forma, o comprador, quando buscar o banco que financiará o imóvel, já terá uma boa noção de tudo o que ocorrerá na negociação, facilitando e garantindo mais segurança nas suas opções. Assim, certamente, as chances de venda são maiores.

4. Conferir a situação do CPF

Antes de partirmos para qualquer transação imobiliária no banco, é essencial saber a situação do CPF. Esse documento contém todas as informações acerca de nossa vida financeira. Verificando o cadastro e estando tudo ok, a negociação flui normalmente, sem qualquer empecilho. O fato é que muitas pessoas não sabem a situação do seu CPF. Por isso, é muito comum que descubram apenas quando têm o seu financiamento negado.

É aí que entra o corretor: ele deve informar ao cliente a importância de o CPF estar sem qualquer problema. Sendo assim, conclui-se que o crédito positivo otimiza a negociação, garantindo que o pedido de financiamento seja aprovado rapidamente. Na verdade, esse documento é um comprovante de seu perfil de consumidor.

5. Instruir a movimentação da conta bancária

Uma forma de ajudar o cliente com o financiamento é orientá-lo quanto à sua movimentação bancária. Isso é de extrema importância, diante de um processo de compra e venda de imóvel. Muitos não têm conhecimento sobre isso e acabam cometendo erros financeiros, sem saber que podem interferir na aprovação de crédito. Por isso, antes mesmo de pensar em entrar em uma negociação, é bom ter reservas, visto que, nessa fase, existem custos inesperados. Assim, se precaver é essencial para uma organização financeira.

Apesar de não ser função do corretor de imóveis, ele pode ajudar os clientes nessas questões, já que conta com bastante experiência, informando ao cliente o valor que ele deverá dar de entrada, ou mesmo, a quantia máxima que poderá ser financiada — questões que dependem dos gastos e dos rendimentos do cliente. Outra dica é manter todos os rendimentos em uma única conta. Dessa forma, ele pode construir uma boa relação com o banco, podendo conseguir o financiamento imobiliário na mesma instituição.

6. Ver a melhor forma de usar o Fundo de Garantia

Não podemos esquecer de um grande recurso que contribui bastante com o valor da entrada do imóvel: o FGTS. Na verdade, é uma das formas mais utilizadas e eficazes de garantir uma boa ajuda no financiamento. O fato é que o corretor de imóveis que tira um tempinho para esclarecer essas questões aos seus clientes, mesmo que não sejam compradores em potencial, ainda assim, criam uma relação de confiança, e as possibilidades de novos negócios são bem maiores. Você passa a ser indicado por eles.

7. Utilizar simuladores

Conte com a ajuda de simuladores. Eles pedem algumas informações financeiras que possibilitam chegar a um valor, de acordo com sua renda e gastos, de quanto você poderá gastar com as prestações. O Moving disponibiliza gratuitamente em seu site um simulador que ajuda você a obter o crédito de seus sonhos. De forma fácil e intuitiva, é possível saber o valor aproximado de suas prestações.

Como você conferiu neste conteúdo, ajudar seu cliente com o financiamento em todas as fases da negociação pode ser um fator decisivo para fechar o negócio. Além disso, você é bem-visto no mercado e passa a ser indicado para outras negociações, agregando valor e autoridade ao seu trabalho.

Gostou do post sobre ajudar cliente com financiamento? Curta, então, nossa página no Facebook e fique por dentro de nossas publicações mais recentes!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.