Alugar um imóvel: 8 dicas para escolher o ideal para você

Alugar um imóvel: 8 dicas para escolher o ideal para você

Alugar um imóvel pode ser uma tarefa complicada. O interessado poderá levar semanas buscando um lugar que atendas às suas necessidades. Além disso, o aluguel influenciará o orçamento financeiro do indivíduo.

No entanto, alugar um imóvel também significa liberdade e privacidade. Seja para o jovem que quer sair da casa dos pais, para o casal recém-casado que precisa de um lugar para chamar de lar ou para aquelas pessoas que precisam se mudar por causa do trabalho ou estudo.

Por isso, se você está apreensivo com o aluguel e não sabe por onde começar a buscar uma casa, não se preocupe. Neste artigo nós explicaremos todos os detalhes que precisam ser analisados. Está preparado? Então vamos lá!

1. Alugar um imóvel: quanto você pode pagar?

Essa é a primeira pergunta que precisa ser respondida. Repare que ela não é “quanto você deseja pagar”, mas o quanto você pode investir em aluguel, lembrando-se que esse pagamento será mensal.

O ideal é o que o valor do aluguel corresponda a no máximo 30% do seu salário líquido. Desse modo, você não colocará em risco suas finanças e nem ficará inadimplente com contas como a água, eletricidade, internet e supermercado.

Quando você define o valor máximo que está disponível para pagar um aluguel, já são eliminadas dezenas de opções de imóveis. Isso já ajuda a tornar esse processo mais ágil.

2. Alugar uma casa ou apartamento?

Responder a esse questionamento também o ajudará a poupar tempo. Lembre-se que o mercado imobiliário oferece muitas opções, como apartamentos, casas, condomínios de casas, quitinetes ou condomínios clubes.

Por isso, você precisa entender em que tipo de residência deseja morar. Por exemplo: um estudante universitário que vive com a ajuda dos pais e a bolsa do estágio, poderia alugar uma quitinete próxima à universidade — para economizar com transporte e ganhar tempo.

Observe que nos apartamentos incide a cobrança do condomínio, além da imposição de regras do local. As casas, por outro lado, costumam ter valores de aluguel superiores e ficam longe dos centros urbanos.

3. Você tem um fiador?

Apresentar um fiador é a exigência mais tradicional feita pelas imobiliárias — com o objetivo de garantirem seus interesses financeiros nesse tipo de transação. Por isso, converse com pessoas próximas e verifique a disponibilidade delas atuarem como fiadores.

Faça isso antes de começar a procurar o imóvel, para não ser pego de surpresa por respostas negativas. Contudo, lembre-se que existem outras opções para aqueles que não possuem fiador, veja a seguir.

Seguro fiança

Produto oferecido por seguradoras. Seu preço médio de mercado corresponde ao valor de um aluguel e meio. Sua vantagem é o socorro imediato ao inquilino que enfrenta dificuldades financeiras. A desvantagem é que o valor não é devolvido ao final do contrato, caso o cliente não o tenha utilizado.

Depósito caução

Nesta opção o inquilino fará um depósito de um valor correspondente a três alugueis. Esse dinheiro será sacado pelo proprietário em caso de inadimplência. Caso o inquilino honre o pagamento de seus alugueis, esse valor é devolvido no término do contrato.

4. Você precisa de muito espaço?

O valor dos imóveis é calculado com base no preço do metro quadrado. Por isso, quanto maior, mais caro. Se você está procurando imóveis para alugar deve definir qual o tamanho ideal do local em que deseja morar.

Verifique se você possui muitos móveis e se usa todos eles, além de analisar qual será o papel de cada cômodo da casa. Por exemplo: se você precisará de um escritório ou se dividirá o local com alguém, como um colega.

5. Você tem filhos?

Quando se tem uma família, alugar um imóvel é uma tarefa que precisa atender às necessidades de todos. No caso daqueles que possuem filhos, é preciso entender se o bairro possui escolas, se o condomínio tem uma área de lazer, se o apartamento conta com redes de proteção nas janelas, se as regras internas são muito rígidas com relação a barulhos etc.

Tudo isso deve ser cuidadosamente verificado antes de assinar o contrato de aluguel. Aliás, falando dele…

6. Você costuma ler os contratos?

Muitas pessoas têm o péssimo hábito de assinar um documento sem lê-lo adequadamente. No caso de um contrato de aluguel isso não pode acontecer, pois esse acordo direcionará a forma com que inquilino e locador conversarão durante o período do aluguel.

Verifique cláusulas que dão ao locador o direito de visitar o imóvel ou de usufruir de um dos quartos — apesar de rara, essa opção pode constar no contrato. Também veja se existe a definição de quem deverá pagar impostos, como o IPTU. É comum que esse ônus fique com o proprietário do imóvel, mas não é uma regra, por isso, verifique o contrato.

7. O que verificar em uma visita ao imóvel?

Conhecer o local é muito importante na hora de alugar um imóvel, mas, é indispensável que o visitante controle o entusiasmo. A visita tem como objetivo analisar a qualidade da estrutura da propriedade.

Por essa razão atente-se à qualidade da pintura, se existe bolor ou manchas nas paredes — isso pode indicar a presença de infiltração ou que o local é muito úmido.

Veja se portas e janelas estão em bom estado, se precisam ser substituídas. Além disso, questione o corretor ou proprietário sobre a qualidade da rede elétrica.

Esses cuidados são importantes por dois motivos principais: o primeiro tem a ver com a obrigação do inquilino em entregar o local em perfeitas condições para o proprietário ao término do contrato.

O segundo refere-se à qualidade de vida que o morador terá no ambiente. É importante frisar que reparos estruturais são de responsabilidade do proprietário. A exceção acontece quando o inquilino for o culpado pela avaria.

8. Pesquisar pela internet é uma boa ideia?

Sem dúvidas! Portais imobiliários, como o Moving Imóveis, reúnem milhares de opções em sua base. Basta que o interessado defina critérios como localização ou valor do aluguel, que o Moving Imóveis apresentará diversos imóveis para você avaliar. Tudo rápido e seguro. Além disso, você poderá ver fotos das casas ou apartamentos.

Como vimos neste artigo, alugar um imóvel exige muita atenção, mas não é uma tarefa impossível de ser feita com calma. O ideal é que o interessado em alugar tenha familiaridade com o mercado imobiliário. Por isso, mantenha-se informado sobre o setor.

Uma dica para estar por dentro das novidades é assinar nossa newsletter. Selecionamos as principais dicas sobre decoração, compra de imóveis e mercado imobiliário e enviamos para você de graça!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. Super importante se organizar e programar. Otimo conteúdo

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.