Plenário do senado aprova destaques e projeto de distrato retornará à câmara dos deputados

Aumento de condomínio para 2018 deve ser de até 5%, preveem administradores

São Paulo, 11/02/2018 –  A gerente de relacionamento da Lello Condomínios, Angélica Arbex, acredita que é necessário mudar a forma como os empreendimentos são geridos, para que haja redução nos custos. A companhia é responsável pela administração de 2.500 condomínios em São Paulo.

“É preciso haver inovação nesse setor. As empresas que cuidam dos prédios precisam ter um outro olhar, outro nível de preparo”, afirma. Angélica cita outros ramos do mercado, como o bancário e o de vendas de varejo, que tiveram sucesso ao inovar e repensar a relação com os preços.

Nesse sentido, a executiva acredita que uma das maneiras de minimizar um aumento grande no valor do condomínio anualmente se daria por intermédio da otimização das pessoas e de um treinamento constante por parte da equipe que gerencia o edifício.

 

Variação

Para este ano, Angélica projeta que os valores das taxas condominiais sejam reajustados entre 4% e 5%, ficando semelhantes aos de 2017.

De seu lado, o diretor financeiro da Assosíndicos, Francisco Sgroglia Jr., trabalha com uma variação de 3% a 5% em 2018. Mas alerta para o inesperado. Neste caso, ele exemplifica com um eventual aumento de tarifas de eletricidade muito acima da inflação do ano passado. “Os ajustes de tarifa são complicados e você fica à mercê da negociação com o governo”, acrescenta o diretor de condomínios da Aabic, Omar Anauate.

Em geral, a recomendação dos administradores é de que seja feita uma previsão orçamentária sólida, por intermédio de uma análise criteriosa da evolução dos gastos dos anos anteriores.

A gerente da Lello ainda ressalta a diferença que a quantidade de número de unidades tem sobre o valor do rateio. “Quanto mais apartamentos você tem, maior é a tendência de que seja menor o valor da taxa condominial e de que ela seja menos suscetível à variações macroeconômicas.”  (Luiz Fernando Teixeira / Especial para o Estado)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.