avaliação de imóveis

5 fatores considerados na avaliação de imóveis para definir seu valor

Mês das Mães

A avaliação de imóveis é essencial para que a negociação de compra e venda ocorra de forma segura, rápida e sem arrependimentos posteriores. No entanto, para saber o valor real, é necessário considerarmos todas as normas, critérios e condições que definirão o seu preço final.

Sendo assim, não há como não dar a devida importância a cada elemento e atributo a ser avaliado — tendo em vista que isso garantirá uma negociação transparente e mais tranquila.

Algumas características são decisivas na hora de avaliar um imóvel e definem o seu valor, como a infraestrutura do local, as áreas de lazer oferecidas, a segurança, entre outras.

Diante disso, resolvemos relacionar os principais fatores que definem o preço final de um imóvel, de forma justa. Continue a leitura e confira!

Qual é o objetivo da avaliação?

A avaliação de um imóvel se baseia em normas regulamentadoras e alguns procedimentos técnicos. Além disso, ela considera as características da propriedade e o mercado imobiliário no qual ela está localizada. A sua finalidade essencial é identificar, tecnicamente, o valor real da propriedade.

No entanto, é imprescindível saber se o valor atribuído está em consonância com o praticado no mercado para se ter um parâmetro e, assim, garantir uma negociação justa. Vale ressaltar que um imóvel avaliado adequadamente aumenta, e muito, a velocidade da transação de compra e venda — evitando, dessa forma, frustrações e garantindo um fechamento de negócio amistoso e tranquilo.

O que é parecer técnico e parecer verbal na avaliação de imóveis?

Quando um corretor de imóveis avalia determinado imóvel, ele vai sugerir, após seu trabalho, um valor e isso pode ser de forma verbal (parecer verbal) ou documentada (parecer técnico).

O parecer técnico ou laudo de avaliação é muito utilizado em processos jurídicos, visto que é uma análise por escrito que envolve uma documentação assinada e datada, com detalhes do imóvel. Vale ressaltar que é uma função que só pode ser realizada por um profissional devidamente capacitado com formação de avaliador imobiliário.

Quais fatores devem ser considerados na avaliação?

Alguns fatores devem ser muito bem avaliados pelos corretores, visto que agregam valor aos imóveis. Vamos a eles?

1. Lazer e entretenimento

Um ponto importante e muito valorizado atualmente é a área de lazer oferecida pelos condomínios. Como estamos falando de um espaço residencial, a presença de opções de lazer é essencial na hora de escolher uma moradia — principalmente para quem tem filhos pequenos.

Esses espaços estão cada vez mais comuns e em grande quantidade nos novos empreendimentos imobiliários — ter muitas áreas destinadas ao lazer é visto como um conforto a mais no local de moradia. Veja os mais comuns:

  • salão de festas;
  • piscina;
  • parquinho;
  • academia;
  • churrasqueira;
  • salão de jogos;
  • entre outros.

2. Segurança

Cada vez mais priorizada nos dias atuais, a segurança é fator essencial quando o assunto é valorização de imóveis. Quanto mais protegido estiver um condomínio, mais atraente ele se torna aos olhos do comprador. Não é à toa que os síndicos têm investido bastante em novas tecnologias de segurança que garantem mais proteção nesses espaços, tais como câmeras, biometria, portaria remota, identificação de placas, etc.

3. Localização

Algumas questões devem ser muito bem avaliadas, antes da decisão de comprar um imóvel em determinada região. Isso porque as características da região dizem muito sobre como é viver no local. Veja alguns fatores a serem verificados:

  • proximidade de serviços importantes, como hospitais e delegacias;
  • criminalidade no local;
  • saneamento básico;
  • nível de poluição sonora.

Além disso, quanto mais infraestrutura de transporte, comércio e oferta de serviços o bairro tiver, mais valor é agregado a ele. Uma boa acessibilidade com opções de transporte — como ônibus, metrô e pontos de táxis — são fatores que conquistam potenciais compradores.

Da mesma forma, a oferta de um comércio farto, composto por shoppings centers, supermercados, farmácias, além de escolas, universidades e os mais variados serviços, é algo muito valorizado no mercado imobiliário.

4. A metragem do imóvel

Os metros quadrados de um imóvel são também um fator determinante na sua valorização. Quanto maior for o imóvel, mais valorizado ele será, principalmente se a localização for privilegiada. Apartamentos com configurações atraentes são muito bem-vistos, principalmente se atenderem às necessidades de potenciais compradores.

Famílias com dois filhos, por exemplo, buscam hoje imóveis com, no mínimo, três quartos, suíte e mais de um banheiro. Além disso, a garagem do imóvel é fator de exigência para alguns compradores. Muitos fazem questão de, no mínimo, duas vagas para veículos.

5. Estado de conservação

Outro fator importante ao avaliar um imóvel é a sua conservação. Pintura, sistemas elétrico e hidráulico são alguns dos fatores muito observados por quem deseja fazer negócio. Um apartamento bem cuidado que não requer obra, reforma ou qualquer tipo de alteração é valorizado. Afinal, quem é que gosta de encarar uma obra?

Diante disso, o estado do imóvel, seja ele casa ou apartamento, pode ser decisivo na hora de fechar um negócio. Veja o que observar:

  • fachada;
  • parte elétrica e hidráulica;
  • revestimento;
  • pintura;
  • forros e telhados;
  • vidros;
  • entre outros itens.

Quais são os métodos de avaliação de imóveis?

Existem alguns métodos de avaliação de imóveis muito usados no mercado imobiliário. O avaliador é quem escolhe o melhor procedimento a ser adotado. Os mais utilizados são o evolutivo, o involutivo e o comparativo. Veja quais são suas características!

Método evolutivo

É mais indicado para avaliar imóveis urbanos. A avaliação é feita a partir do cálculo do valor do terreno e suas benfeitorias.

Método involutivo

É utilizado para avaliar terrenos fora da normalidade. É feito a partir de um estudo das viabilidades técnicas e econômicas do valor do terreno.

Método comparativo

É o mais conhecido e utilizado. Nele, é realizada uma comparação de alguns dados de mercado que se aproximam com as características do imóvel, como suas dimensões, localidade e áreas de lazer.

A avaliação de imóveis é algo necessário para todos os processos de compra e venda de imóveis e, por isso, precisa ser muito bem-feita para garantir que se chegue ao preço real da propriedade.

Gostou do post? Então, deixe um comentário com suas impressões sobre o assunto. Sua opinião é sempre muito importante!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.