Como mudar de cidade: 8 dicas para se organizar!

Como mudar de cidade: 8 dicas para se organizar!

Você deve saber como mudar de cidade não é fácil, não é mesmo? Essa decisão tem um grande impacto em vários âmbitos de nossas vidas. Tudo deve ser muito bem preparado para esse momento tão cheio de dúvidas e expectativas. Mas como se preparar para isso sem que a mudança nos cause tantas preocupações?

De fato, não podemos negar que se trata de uma alteração drástica, mas, apesar disso, a fórmula para que seja uma transição tranquila é só uma: organizar-se para as suas várias etapas. Uma simples organização pode tornar essa fase da vida mais calma e sem maiores dificuldades.

Neste post, você vai conhecer algumas dicas para se organizar para esse momento, digamos, radical em sua vida. Confira, então, como mudar de cidade sem maiores problemas!

1. Verifique sua situação financeira

Qualquer mudança requer um controle financeiro e uma boa reserva para eventuais gastos. Ainda mais como essa, que significa ir para um local estranho sem ninguém conhecido por perto.

Para começar, você deve ter em mente que serão necessárias muitas providências que demandam uma boa reserva de caixa. Entre elas, transportadora e outros gastos que, certamente, ocorrem quando nos mudamos.

Para esse momento, você deve colocar todas as despesas na ponta do lápis, fazendo as contas com certa folga, pois algumas despesas são difíceis de se prever. Além disso, você deve contar com o custo de vida do local que, se for mais alto, seu bolso vai sentir.

2. Faça uma visita à cidade

Antes de viajar “de mala e cuia”, conheça bem o local onde você futuramente vai morar. Afinal, isso pode ajudar bastante, inclusive, com o lado financeiro, que falamos no item acima. Para isso, uma visita é sempre a melhor dica: nada melhor do que conhecer pessoalmente o ambiente.

Dessa forma, você saberá alguns dados importantes, como o custo de vida, e poderá até escolher o bairro que vai oferecer uma melhor infraestrutura, com boas ofertas de transporte, escolas, lazer etc.

3. Faça um planejamento de sua chegada

Planejar a chegada não se resume a contratar um caminhão de mudança e pronto — vai além disso. Você deverá verificar se alguns serviços já estão habilitados e, se possível, contratar na última visita alguns deles, como internet, TV a cabo, entre outros.

Uma dica é anotar tudo para que nada seja esquecido durante a última visita antes da mudança.

4. Verifique seus contratos e assinaturas

Não se esqueça dos contratos de serviços, como internet, TV a cabo e luz. Você deverá se informar com as empresas sobre tudo que pode ser transferido e o que deve ser cancelado. Providencie, então, para que quando chegar no local os serviços já estejam habilitados, ou pelo menos parte deles.

No caso dos cancelados, faça uma pesquisa para saber as melhores empresas que fornecem o serviço no local onde você vai morar — esses dados podem ser obtidos na última visita, informando-se com o síndico ou com seus futuros vizinhos.

5. Informe-se sobre o transporte de animais domésticos

No caso de você ter um pet, cão ou gato, por exemplo, provavelmente, não vai querer deixá-lo, certo? Por isso, informe-se como será o transporte, já que existem regras para viagens com animais, mesmo que sejam de carro.

Outra medida importante é entrar em contato com o veterinário de seu animal de estimação para saber as providências em relação a enjoo e outros problemas que podem ocorrer durante a viagem.

6. Planeje com antecedência

O planejamento é uma das questões mais importantes a ser levadas em consideração para mudar de cidade. Isso porque essa prática nos ajudará a dar um direcionamento para as nossas ações.

Além disso, será possível tomar uma decisão certeira sobre se vale a pena permanecer onde está ou se é melhor fazer a mudança. Caso chegue à conclusão de que é melhor trocar de cidade, você terá mais segurança para escolher qual será o seu futuro destino.

7. Organize sua vida na nova cidade

Essa questão é bastante abrangente e, por esse motivo, vamos dividir em subtópicos para facilitar o seu entendimento. Na organização para a mudança de cidade, diversos aspectos devem ser levados em consideração. Falaremos sobre eles agora.

Estude o custo de vida

Primeiramente, é fundamental fazer a avaliação do custo de vida da cidade onde você deseja morar. Alguns elementos merecem atenção:

  • Os alimentos são mais caros ou baratos?
  • Há escolas ou universidades (quando não há, as pessoas têm despesas extras para estudar longe de casa)?
  • O transporte público é eficiente ou é necessário ter um veículo (se for necessário ter carro, os custos também sobem)?
  • Quanto custa o aluguel na região?

Analise a infraestrutura da cidade nova

É importante entender a infraestrutura da cidade para evitar choques muito drásticos, o que poderia ser prejudicial para quem está acostumado com uma vida agitada ou calma. Também é fundamental verificar se há supermercados, farmácias, lojas, entre outros comércios, perto de onde pretende morar.

Caso haja, é uma grande comodidade, pois você não precisará fazer grandes deslocamentos para ir até esses locais. Verifique, ainda, se o bairro é seguro. Esse aspecto é muito importante porque, muitas vezes, as pessoas vão para um local mais barato, achando que estão fazendo um grande negócio, mas acabam entrando em uma região com altos índices de criminalidade.

Verifique as opções de lazer

Pode parecer um detalhe, mas é algo fundamental. Há cidades que oferecem poucas opções culturais e nem apresentam quadras de esportes ou academias. Dessa forma, não são adequadas a quem gosta de assistir a espetáculos ou mesmo quem deseja praticar exercícios.

Uma boa ideia para se verificar as alternativas de lazer é pesquisar o mapa turístico da cidade pretendida. Dessa forma, você poderá conhecer as atrações que oferece aos seus habitantes. Pode-se, também, buscar essas informações nas redes sociais.

Explore o mercado de trabalho

Caso esteja mudando de cidade por causa do trabalho, é fundamental analisar o mercado, pois você precisará de emprego. Verifique, portanto, se há vagas para a sua área de atuação.

Há, também, a possibilidade de você abrir um negócio. Caso seja o seu caso, faça pesquisas com o objetivo de descobrir se a cidade pretendida tem demanda para o seu empreendimento. É muito importante pensar em uma maneira para se sustentar e saber isso antes de mudar para o novo imóvel.

Descarte o desnecessário

As mudanças são uma excelente oportunidade para que você reveja o que tem na sua casa e verifique se realmente é importante manter tudo. Caso decida se desapegar de algumas coisas, isso facilitará o trabalho de mudança, pois terá menos materiais a serem transportados. Após escolher o que vai e o que fica, procure vender ou doar aquilo que não quer mais.

8. Contrate empresas com referência

Por fim, ao contratar a empresa que fará sua mudança, lembre-se, antes, de pedir indicações de pessoas conhecidas. É importante que a empresa seja idônea e tenha boas recomendações, afinal, ela transportará seus móveis e outros pertences importantes.

Viu como mudar de cidade não é tão complicado como parece? A organização pode tornar esse momento muito mais tranquilo, não é mesmo?

Você gostou deste conteúdo? Compartilhe este artigo com os seus amigos nas redes sociais e permita que mais pessoas tenham conhecimento em relação ao tema.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.