Confira 7 novas tendências de gestão para mercado imobiliário

Confira 7 novas tendências de gestão para mercado imobiliário

DSG

O mundo não para de mudar. Por isso, o empreendedor precisa ficar atento para que sua empresa esteja alinhada às necessidades do setor. A gestão para mercado imobiliário é um dos exemplos de segmento econômico que está se beneficiando dos avanços.

Embora os empresários acreditem que modernizar seus negócios sejam uma tarefa de longo prazo, os recentes avanços digitais mostram que os negócios precisam estar receptivos às atualizações.

Por outro lado, a crise econômica mostrou que os gestores devem estar preparados para resistir em períodos mais adversos. Por isso, este artigo listará algumas tendências de gestão para mercado imobiliário que você deve conhecer. Vamos lá?

1. Mapeamento dos processos internos

Se você ainda não está acompanhando atentamente o desempenho dos seus processos de trabalho, cuidado. Não raro, empresas perdem dinheiro com processos obsoletos e desperdiçam a mão de obra dos colaboradores. Em alguns casos, até mesmo mercados inteiros compartilham de práticas defasadas.

No caso do mercado imobiliário, é relevante focar no processo de contratação de corretores, no atendimento ao cliente, na geração de leads e nas operações de vendas. Por isso, torna-se fundamental automatizar essas tarefas por meio do uso de softwares desenvolvidos para as empresas.

Talvez você faça o acompanhamento desses resultados por meio de planilhas. O problema é que o tempo que esse trabalho manual demanda é longo. Por outro lado, quando se tem acesso a informações confiáveis e em tempo real, o empresário consegue tomar decisões mais produtivas.

2. Desempenho dos sites para celulares

O acesso à internet por meio de celulares já é uma realidade há muito tempo. No entanto, muitas imobiliárias ainda fazem sua comunicação digital pensando apenas nos desktops. Essa estratégia precisa ser repensada. O uso de sites responsivos não deve ser questionado, pois, trata-se de uma exigência do mercado.

No entanto, outro ponto deve chamar a atenção das empresas: o desempenho do site. O Google já sinalizou que o tempo de carregamento das páginas será um dos novos critérios que levará em consideração para exibir os endereços entre os seus resultados de pesquisa. Por isso, sites muito pesados poderão ser penalizados. Isso coloca em risco as vendas das imobiliárias que apostam nas estratégias de SEO como meio de aumentar seus lucros.

Vale ressaltar que os pacotes de dados das operadoras de telefonia móvel costumam ser limitados e, por isso, o internauta tende a abandonar sites pesados, pois consomem muita internet. Esse é um motivo adicional para você dar uma atenção cuidadosa ao formato mobile do seu website.

3. Uso de Inteligência Artificial como mão de obra

O uso de Inteligência Artificial não é mais um plano para o futuro. Empresas já estão utilizando a tecnologia para aperfeiçoar o atendimento ao cliente. O exemplo mais comum são os robôs em plataformas de mensagem, como o Messenger.

Quando são programados, esses sistemas conseguem atender o leitor, respondendo às dúvidas mais comuns e direcionando o cliente para outras formas de atendimento, quando isso é necessário.

Trata-se de uma evolução das URAs — que ainda são usadas no telemarketing. As URAs informam o cliente sobre falhas técnicas e orientam sobre as opções de atendimento disponíveis, tudo isso por meio de uma gravação que substitui um atendente humano.

É importante frisar que o empreendedor deve ter certeza de que seu público-alvo domina as ferramentas digitais antes de implementar o projeto. Caso seu cliente seja mais analógico e não consiga obter um atendimento adequado, a imagem da sua imobiliária pode ficar comprometida.

Zahle

4. Aprimoramento da liderança

Já há algum tempo a figura do gestor deixou de ser a do patrão malvado, que é temido por todos. Na gestão para mercado imobiliário é ideal que o empreendedor se torne um líder, conquistando o respeito de seus colaboradores, e não o medo de seus subordinados.

Por essa razão, os empresários devem trabalhar a capacidade de se comunicarem com clareza e conduzir ações da empresa de modo que a equipe se sinta motivada e consiga gerar resultados satisfatórios. Desse modo, eles reforçam sua liderança.

Outro ponto importante é que o líder seja o exemplo cotidiano dos valores da imobiliária. Esse tipo de atitude constrói um ambiente de trabalho mais produtivo e coerente.

5. Cuidados na hora de expandir a operação

A economia brasileira dá sinais de leve recuperação, mas ainda não é hora de fazer grandes investimentos. O ideal é que as imobiliárias reavaliem suas finanças, focando no corte de gastos.

Isso significa que expandir a operação para outros lugares só deve ser cogitado com base em estudos detalhados. Essa medida vai garantir a solidez da investida.

6. Digitalização de documentos e uso da nuvem

Cloud computing e computação em nuvem são conceitos que apresentam o armazenamento de dados como um serviço, e não como um produto. Por exemplo, em vez de o usuário comprar um HD externo para salvar seus arquivos, ele contrata um serviço de armazenamento online.

Muitas imobiliárias iniciaram um processo de digitalização de suas informações e essas ferramentas otimizam muito esse processo. A iniciativa tem como objetivo proteger esses dados, afinal de contas, eles serão salvos em um sistema informatizado. Além disso, esse tipo de armazenamento fará com que os profissionais possam acessar essas informações por meio da internet, trazendo agilidade ao trabalho de todos.

Empresas de tecnologia já oferecem serviços baseados em cloud computing direcionados a clientes corporativos — a gestão para mercado imobiliário pode se beneficiar dessa medida.

7. Uso de portais imobiliários para melhorar as vendas

O processo de vendas sempre foi beneficiado por portais imobiliários. Isso porque a busca por imóveis pela internet otimiza o tempo de quem está buscando um novo lar, e oferece uma grande variedade de opções .

Um exemplo desse tipo de plataforma é o Moving Imóveis. O site possui uma gama de opções que ajudam o investidor imobiliário a encontrar o que deseja. O portal ainda poupa tempo daqueles que estão pensando em alugar uma casa ou um apartamento.

Após visitar o Moving Imóveis, o cliente terá informações suficientes para decidir pela compra. Por isso, é importante que sua empresa faça parte da base de dados desse sistema.

Como vimos neste texto, sua imobiliária já pode se beneficiar de uma série de iniciativas tecnológicas que melhorarão a administração de seus negócios. A tecnologia melhora processos, aumenta a taxa de lucro e reduz os erros de operação.

Se você gostou deste artigo, não deixe de assinar nossa newsletter. Enviamos de graça os melhores conteúdos sobre gestão para mercado imobiliário, indicadores e dicas para corretores imobiliários!

D'oru

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.