Confiança da Construção

Cyrela diz que mercado está positivo e prevê lançamentos de mais projetos em 2019

São Paulo, 08/08/2019 – A incorporadora Cyrela Brazil Realty está com um olhar positivo para o mercado imobiliário neste momento e mantém a expectativa de que os lançamentos em 2019 sejam superiores aos do ano passado.

“Estamos positivos com o mercado. Tivemos projetos que venderam mais de 40% das unidades no lançamento. E já vendemos metade do previsto para todo o ano”, contou o diretor Financeiro da Cyrela, Miguel Mickelberg. Para um mercado que costuma concentrar a maior parte das vendas no segundo semestre, esse desempenho foi considerado um ponto positivo, segundo o executivo.

Na sua avaliação, as vendas estão boas tanto para lançamentos quanto para unidades que já estavam nos estoques. Embora São Paulo continue sendo o mercado mais pujante, os negócios também estão melhorando nas praças do Rio de Janeiro e de Porto Alegre, onde a companhia também está presente.

Os lançamentos da Cyrela foram de R$ 3,435 bilhões em 2018, considerando apenas a sua fatia nos empreendimentos, que são realizados em sociedade com outras empresas. Já no primeiro semestre de 2019, os lançamentos atingiram R$ 2,165 bilhões, ou 63% do realizado no ano anterior.

Mickelberg comentou também que os bancos estão com liquidez e disposição em financiar a compra e a construção de moradias. Na sua avaliação, a tendência é de redução das taxas de juros do crédito imobiliário, acompanhando o ciclo de redução da taxa básica da economia brasileira (Selic).

A incorporadora obteve lucro líquido de R$ 114 milhões no segundo trimestre de 2019, o que representa uma volta ao azul após registrar prejuízo líquido de R$ 28 milhões no mesmo período de 2018. A receita líquida totalizou R$ 937 milhões, alta de 46,5%. O crescimento do lucro veio do maior volume de lançamentos e vendas do ano passado para cá, além de melhora das margens operacionais.

A Cyrela também contabilizou o ganho de R$ 35 milhões referente à sua participação no resultado da construtora Cury, onde é sócia, e o ganho de R$ 8 milhões referente à sua fatia no projeto “Skyline Jockey”, desenvolvido com parceiro. Por outro lado, o balanço da Cyrela foi negativamente impactado em R$ 34 milhões devido a contingências judiciais, principalmente das esferas cíveis e trabalhistas. (Circe Bonatelli)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.