Espaço com decoração sustentável, com destaque para bule laranja

6 dicas para adotar a tendência de decoração sustentável no apê

A sustentabilidade é real, necessária e urgente. Arquitetos, decoradores e designers de interiores já adotam práticas para contribuir com esse tema mundial. São práticas para a preservação da natureza e, dessa forma, prevenir ainda mais os impactos ambientais.

No entanto, lançando mão de atitudes, boas ideias e criatividade — características comuns desses profissionais — torna-se mais simples ainda adotar medidas que tornem a decoração sustentável, contribuindo para amenizar tais impactos. Afinal, eles repercutem na vida de todos nós, não é mesmo?!

Neste post, vamos dar dicas de uma decoração sustentável, mas que não dispensam o charme, a elegância e o estilo do décor do imóvel.

Qual é o conceito de decoração sustentável?

Quando falamos em sustentabilidade — e isso estiver ligado à decoração, à arquitetura ou à construção — devemos tomar como base os 3 R’s, que são: reduzir, reutilizar e reciclar. Ou seja, ações básicas que contribuem para combater o impacto ambiental causado por “n” fatores e o pior: pelo próprio homem. Então, diante disso, é fácil deduzir que uma decoração sustentável deve ir bem além de apenas reciclar garrafas pets, por exemplo, utilizando-as para fazer uma poltrona, ok?!

O que devemos ter em mente é que a sustentabilidade é bem mais que isso, ela deve partir de um novo conceito de vida. Isso quer dizer que devemos agregar à nossa rotina, por meio de ações planejadas por arquitetos e decoradores, qualidade de vida com ambientes que garantam a proteção do planeta.

Isso pode ser feito por planejamentos relacionados à iluminação, reciclagem e reutilização de objetos que seriam jogados fora, mas que podem, sim, ser reaproveitados por meio de ideias incríveis. Com base nisso, vamos relacionar algumas sugestões que seguem a tendência de decoração sustentável. Vamos lá?!

Como podemos incluir ações de decoração sustentável em casa?

Apesar de muitas já serem utilizadas por nós, essas medidas são essenciais, pois se cada um fizer a sua parte, tudo fica melhor, não é?! Vamos a elas!

1. Adotar plantas na decoração

Essa medida já é utilizada por muitos decoradores e paisagistas. Afinal, qual ambiente não ganha mais vida e colorido quando tem plantas no décor? Os espaços se tornam mais refrescantes e com um toque tropical que agrega charme e estilo aos ambientes da casa. Na verdade, devemos dar preferência às plantas nativas do Brasil, e cá entre nós, temos uma variedade incrível para todos os gostos.

Isso porque fica mais fácil cultivá-las dentro de casa. Exemplos de plantas ideais para ambientes internos são bromélias, palmeiras, filodendros, samambaias, suculentas etc. Outra forma de contribuir com a sustentabilidade é utilizar vasos duráveis ou feitos de material reciclado e, dessa forma, mantê-los em casa sem precisar descartá-los na natureza.

2. Aproveitar ao máximo a luz natural

Aproveitar toda a claridade possível que a luz natural puder oferecer ao seu apartamento é outra forma de garantir o uso dos recursos naturais e dispensar a energia elétrica. Além disso, a claridade garante uma série de benefícios à saúde, dentre eles, a melhora do humor e o clima agradável e relaxante que garante aos ambientes iluminados pela luz solar.

Para isso, o ideal é garantir um décor que evite excesso de móveis que barrem a entrada da luminosidade natural nos espaços do apê, como armários e estantes. Busque uma decoração clean, priorizando o menor número de móveis possível e garantindo aquela máxima bem conhecida: “o menos é mais”.

3. Dê preferência para tintas ecológicas

Uma forma excelente de contribuir com a sustentabilidade do planeta é utilizar a tinta ecológica — na hora de uma reforma, obra ou apenas renovar a pintura da casa. Você sabia que existe esse tipo de tinta?

Na verdade, ela conta com uma composição natureba, à qual é formulada com matérias-primas naturais, ou seja, retiradas da natureza. Assim, não provocam danos ao meio ambiente, nem tampouco alergias. Vale ressaltar que, quanto a eficácia, não deixa a desejar, já que tem boa durabilidade, assim como as tradicionais.

4. Reutilizar e reciclar

Isso evita o descarte de muita coisa na natureza. Quem já não viu rios cheios de objetos descartados dessa forma inconsciente? Quando você recicla um móvel, por exemplo, que pode ser por meio de uma nova pintura, você evitará que ele seja descartado de forma inadequada. É uma forma, também, de usar a sua criatividade. Quantas coisas que enjoamos e não queremos mais podem ganhar uma cara nova e se tornarem itens bacanas na sua casa?

Trata-se de uma atitude sustentável, cada vez mais valorizada nos dias de hoje. Em casa, temos inúmeros objetos que podem se transformar e evitar descartes desnecessários e inadequados. Outra forma é se dedicar ao DIY (faça você mesmo) e aproveitar os objetos que podem ganhar novas utilidades na decoração. Veja alguns exemplos:

  • pinte latinhas de alumínio ou as enfeite com papéis adesivos, transformando-as em porta-lápis para o seu escritório;
  • reaproveite aquelas garrafas bonitas de bebida para colocar flores e decorar mesas, sala de estar ou seu quarto;
  • dê uma cara nova aos caixotes de madeira das feiras para utilizá-los como caixas organizadoras ou nichos de parede;
  • invista nos pallets, eles podem se transformar em sofás bem charmosos;
  • entre outros.

5. Invista em uma casa inteligente

A tecnologia pode colaborar bastante com a sustentabilidade, sabia?! A automação residencial permite economia em uma série de itens em sua casa, como água, energia elétrica, aparelhos etc. Também chamada de casa inteligente, a automação residencial traz benefícios para todos. O fato é que, com a internet das coisas IOT, hoje é possível ter um controle maior sobre os gastos, como:

  • controle automatizado da intensidade de alguns eletrodomésticos, como o ar-condicionado;
  • controle remoto das luzes da residência;
  • sistemas com sensores que apagam as luzes automaticamente em ambientes vazios;
  • controle e monitoramento da água;
  • bloqueio de vazamentos de água, evitando desperdícios;
  • entre outros.

6. Prefira móveis sustentáveis

Quando renovar seus móveis, dê preferência para os sustentáveis. Caracterizam-se por serem feitos de madeiras de reflorestamento — florestas plantadas para esse fim — ou seja, eles não agridem o meio ambiente e possuem uma alta durabilidade. Além disso, têm modelos para todos os gostos, trazendo sofisticação, equilíbrio e harmonia para a sua residência.

A tendência de decoração sustentável já está se tornando um hábito entre as pessoas, principalmente pelos que se importam com a preservação do meio ambiente e a sustentabilidade do planeta. São pequenas ações que fazem a diferença!

Se você gostou deste post, vai se interessar por outro conteúdo muito interessante que fala sobre as tendências de decoração para 2022!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.