Sobra dinheiro no crédito imobiliário e setor faz oferta para convencer cliente

Entenda as vantagens e os riscos de alugar ou comprar imóveis direto com proprietário

Existem inúmeras escolhas que precisam ser feitas para adquirir a casa ou apartamento dos sonhos. Uma delas é determinar se a negociação vai ser feita com uma imobiliária ou com o dono do imóvel. A temida burocracia faz com que muitas pessoas optem por comprar ou alugar imóveis direto com proprietário.

Entretanto, ao fazer isso, também aumentam as chances de cair em golpes imobiliários, por exemplo. Como se trata de um assunto complexo — que pode render problemas judiciais e prejuízos financeiros —, a escolha precisa ser feita com muito cuidado.

Para que você consiga decidir com segurança qual é a melhor opção no seu caso, separamos as vantagens e os perigos desse tipo de negociação. Continue lendo para entender melhor!

Vantagens em negociar imóveis direto com o proprietário

Mais economia

O corretor de imóveis recebe uma comissão por cada transação imobiliária realizada. Os serviços imobiliários prestados, na aquisição ou locação do imóvel, não são fixos — podem variar de empresa para empresa.

Geralmente, ficam em torno de 6% do valor do negócio. Dessa forma, é provável que quem negocia direto com o dono do imóvel economize o mesmo percentual.

Menos burocracia

As imobiliárias, visando garantir a segurança do negócio para todas as partes, exigem uma série de documentos. Além disso, também é realizada uma análise do perfil dos clientes e de seus históricos financeiros. No caso de locações, também são exigidas garantias de aluguel (fiadores, depósito caução, entre outras).

Quando o aluguel ou compra é realizado diretamente com uma pessoa leiga no assunto, é possível que esta não solicite a documentação completa e que a análise de cadastro seja menos criteriosa. A redução na burocracia e, consequentemente, no tempo e trabalho gastos, é o que mais atrai as pessoas para realizar transações imobiliárias com o proprietário.

Flexibilidade no contrato

Barganhar prazos, valores, formas de pagamento pode facilitar muito a vida de quem pretende adquirir ou alugar um espaço. A facilidade em alterar itens do contrato, antes ou após a sua assinatura, é uma das vantagens

Isso acontece porque, de forma geral, proprietários que escolhem não contratar serviços de uma imobiliária estão com pressa em concluir a transação. Em consequência disso, estão mais abertos a realizar acordos.

Além disso, a falta de conhecimento sobre as leis que regulamentam a compra e venda de imóveis pode fazer com que alguns itens passem despercebidos.

Possibilidade de acordo

Se o relacionamento com o dono da propriedade estiver bem e acontecer um atraso no pagamento do aluguel, é possível conversar e tentar chegar a um acordo. Explicar os motivos do atraso pode fazer com que ele repense a necessidade de cobrar juros e multas permitidos por lei.

O mesmo pode acontecer nas aquisições, seja no parcelamento da entrada ou na prorrogação do prazo para efetuar o pagamento. Tudo isso também é possível com as imobiliárias, mas os acordos podem ser feitos com mais facilidade quando realizado diretamente com o proprietário.

Riscos de comprar ou alugar imóveis direto com o dono

Falta de segurança

A imobiliária tem o dever  de garantir a segurança das partes e, para isso, deve respeitar uma série de regulamentações e procedimentos. Para atuar legalmente, a empresa também precisa estar registrada no CRECI do estado. A inscrição significa que a organização tem o seu trabalho fiscalizado pelo órgão competente, o Conselho Federal de Corretores de Imóveis.

Ter a intermediação de uma equipe de profissionais capacitados para atuar no setor, oferece mais segurança e tranquilidade. Afinal, os funcionários da empresa estão mais acostumados com os trâmites e menos propensos a cometer erros.

Golpes imobiliários

As altas quantias que permeiam o mercado imobiliário chamam a atenção de pessoas com más intenções. É preciso ter muita cautela para não perder tempo, dinheiro ou precisar entrar na justiça para tentar ser ressarcido. O cuidado precisa ser redobrado quando o aluguel ou a compra vai ser realizado direto com o dono do imóvel.

Fique atento a alguns golpes comuns:

  • localização não existente ou errada;
  • documentos falsos;
  • solicitação de pequenos depósitos para garantir o negócio;
  • venda do mesmo bem para mais de uma pessoa.

Avaliação incorreta

Vários fatores precisam ser analisados quando o assunto é a precificação de um produto imobiliário. Localização, tamanho, estrutura, características do condomínio e a situação atual do mercado estão entre elas.

Quando a avaliação é realizada pelo proprietário, além da possível falta de conhecimentos técnicos para embasar o estudo, o valor emocional e o interesse pessoal podem resultar em um valor equivocado. Sendo assim, existe o risco de pagar mais que o valor justo pela propriedade.

Problemas com a documentação

A entrega da documentação é um momento importante para garantir a legalidade da transação. Se for necessário o financiamento imobiliário, por exemplo, são os documentos que vão comprovar que o interessado tem condições em arcar com o empréstimo.

O processo burocrático fica muito mais simples quando realizado junto a profissionais da área, que podem tirar dúvidas e orientar de forma mais segura. Quando o recolhimento e conferência são feitos de forma leiga, as chances de ter problemas com a documentação aumentam. Dificuldades nesse âmbito podem atrasar e, em casos extremos, inviabilizar o negócio.

Desentendimentos com o proprietário

Ao negociar direto com o dono do imóvel, aumentam as possibilidades de acontecer desentendimentos sobre a transação. Seja por conflitos de interesse, seja por ruídos na comunicação, esse tipo de discussão — além de desconforto —  pode atrapalhar o andamento da transação.

Se uma empresa estiver intermediando o negócio, o profissional treinado vai saber como conduzir os processos da melhor maneira possível, criando alternativas para resolver conflitos e concluir o processo com eficiência.

Como em todas as decisões — antes de comprar ou alugar imóveis direto com proprietário, é preciso balancear os pontos positivos e negativos da escolha. Seja qual for a sua opção, vale lembrar da importância de checar a reputação do vendedor e verificar com atenção cada documento antes de assinar qualquer contrato.

Informação é essencial para evitar problemas com transações imobiliárias. Que tal continuar aprimorando os seus conhecimentos? Descubra o que avaliar no momento de escolher uma imobiliária!

 

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. excelente o esclarecimento relativo ao assunto: compra e venda direto entre comprador e vendedor e locação entre os locador e locatário,

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.