Eztec tem R$ 1 bilhão em projetos aprovados e R$ 2 bilhões em aprovação

Eztec tem R$ 1 bilhão em projetos aprovados e R$ 2 bilhões em aprovação

São Paulo, 08/11/2018 – Como prova do otimismo em relação às perspectivas para o mercado imobiliário, a incorporadora paulistana Eztec acumula R$ 1 bilhão em projetos já aprovados e outros R$ 2 bilhões em fase de aprovação, que serão convertidos em lançamentos ao longo dos próximos meses.

Esse volume elevado de projetos em tramitação é uma situação inédita em nossos 11 anos de capital aberto”, apontou o diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Emílio Fugazza, em entrevista.

“No caso dos projetos aprovados, significa que basta uma decisão da companhia para abrir o estande. Já os outros projetos em preparo dão uma ideia do nosso otimismo. Não investiríamos nisso se não houve intenção de lançar ao menos uma parte significativa”, salientou.

Apesar do otimismo, Fugazza não deu projeções para as operações em 2019. A meta oficial de lançamentos para o próximo ano será anunciada em 7 de dezembro, durante reunião pública com investidores.

Por ora, a Eztec vê que o terceiro trimestre demarcou a superação dos entraves que cercavam a operação da companhia. Em parte, isso foi ajudado pela definição do cenário eleitoral. “Há maior segurança dos consumidores para fazer dívidas de longo prazo”, disse Fugazza, antecipando que o mês de outubro teve um desempenho muito forte de vendas.

Para a cidade de São Paulo – foco de atuação da Eztec – o diagnóstico é de que já existe uma demanda “espessa e resiliente” por imóveis de médio e alto padrão, apta para absorver uma escalada de lançamentos, situação que aponta para a iminência de um possível “boom imobiliário”.

Segundo a incorporadora, isso reflete, em parte, o represamento da demanda por lançamentos ao longo dos últimos anos. Sem condições de dar um valor alto de entrada, muitos consumidores só conseguem comprar unidades na planta, com pagamento parcelado ao longo da obra.

A incorporadora acha ainda que, com o aquecimento da demanda, tende a surgir um senso de urgência pelo fechamento de negócios, contribuindo para uma apreciação de preços.

Após o fechamento do terceiro trimestre, a Eztec lançou novos empreendimentos, totalizando, assim, um valor geral de vendas (VGV) de R$ 565 milhões no acumulado entre janeiro e outubro. Até o fim do ano, estão programados mais dois empreendimentos, nas regiões de Pinheiros e Indianápolis, que vão elevar o VGV para R$ 819 milhões. Esse montante é 9,2% acima do ponto médio da meta para 2018, que ia de R$ 500 milhões a R$ 1 bilhão.

Entre os principais projetos previstos para o primeiro semestre de 2019 estão o lançamento dos prédios residenciais no Parque da Cidade, adquiridos da Odebrecht, e o início das obras do edifício corporativo Esther Towers.

Segundo Fugazza, o lançamentos de projetos rentáveis, com ganho de receita, diluição de despesas e controle de distratos, ajudará a recompor gradualmente as margens da Eztec a partir de meados do ano que vem. (Circe Bonatelli – circe.bonatelli@estadao.com)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.