FGV: Mão de obra mais cara pressiona inflação da construção na primeira prévia do IGP-M de janeiro

FGV: Mão de obra mais cara pressiona inflação da construção na primeira prévia do IGP-M de janeiro

Rio, 10/01/2020 – A alta no custo da mão de obra puxou a inflação da construção dentro da primeira prévia de janeiro do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) passou de um recuo de 0,12% no primeiro decêndio de dezembro para uma alta de 0,20% na primeira prévia de janeiro.

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços saiu de uma queda de 0,27% na primeira leitura de dezembro para uma elevação de 0,03% na primeira prévia de janeiro. O custo dos Materiais e Equipamentos passou de redução de 0,35% na prévia de dezembro para aumento de 0,01% na prévia de janeiro, enquanto os Serviços saíram de avanço de 0,06% para alta de 0,12% no mesmo período.

Já o índice que representa o custo da Mão de Obra registrou aumento de 0,35% na primeira prévia de janeiro, após ter ficado estável (0,00%) na primeira prévia de dezembro. (Daniela Amorim, Agência Estado)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.