Gafisa tem alta forte nas vendas, mas analistas questionam liquidez do estoque

Gafisa tem alta forte nas vendas, mas analistas questionam liquidez do estoque

São Paulo, 12/07/2018 – Os números operacionais da Gafisa no segundo trimestre foram considerados positivos por analistas do setor de construção civil, embora haja dúvidas sobre o que realmente impulsionou as vendas no período. A incorporadora teve uma forte alta nas vendas, mas não detalhou se esse avanço foi comandado pela comercialização de imóveis lançados no trimestre ou se houve também uma liquidez relevante das unidades no estoque. A venda de estoque é importante para afastar a necessidade de aplicação de descontos ou gastos extras com campanhas publicitárias, além de despesas com manutenção de imóveis prontos encalhados. No mês, as ações da Gafisa acumulam alta de 0,87% e são negociadas a R$ 10,43, conforme cotação no fim do pregão de sexta-feira (13).
“Acreditamos que os resultados operacionais da Gafisa podem ser bem recebidos pelos investidores, já que a velocidade de vendas foi impressionante, embora reconheçamos que a falta de detalhamento das vendas brutas possa levantar dúvidas sobre o desempenho das vendas de estoque”, apontou o analista Gustavo Cambaúva, em relatório do BTG Pactual. O banco manteve a classificação “neutral” (desempenho em linha com o mercado) para as ações da Gafisa, com expectativa de resultado líquido fraco nos próximos meses.

Os analistas Luis Stacchini e Vanessa Quiroga, do Credit Suisse, consideraram os números positivos, mas fizeram a mesma ressalva. “Apesar do crescimento considerável nas vendas, tendemos a acreditar que tal fato se deveu principalmente ao aumento nos lançamentos, que geralmente geram fortes vendas”, afirmaram, em relatório. Os analistas do Credit Suisse acrescentaram que não veem os dados operacionais como um gatilho para o comportamento das ações e mantiveram a classificação “underperform” (desempenho abaixo da média do mercado), considerando que a alavancagem da incorporadora segue alta e não aponta para uma geração de caixa relevante, segundo os analistas.

Em seu relatório operacional, a Gafisa apresentou vendas líquidas de R$ 345,946 milhões no segundo trimestre de 2018, crescimento de 172,1% frente ao mesmo período de 2017. Esse volume de vendas foi resultado de vendas brutas de R$ 405,858 milhões (alta de 68,5%) e distratos de R$ 59,912 milhões (queda de 47,3%). A velocidade de vendas atingiu 19,9%, ante 7,9% na comparação anual.

Por sua vez, os lançamentos atingiram R$ 399,875 milhões no segundo trimestre de 2018. Já em todo o primeiro semestre do ano passado, não ocorreram lançamentos. A incorporadora encerrou o trimestre com um estoque avaliado em R$ 1,395 bilhão. (Circe Bonatelli – circe.bonatelli@estadao.com)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.