Lançamentos de imóveis no País caem no 3º tri, diz CBIC; vendas sobem

Mercado imobiliário e coronavírus: como diminuir os efeitos da crise?

Estamos vivendo uma pandemia do novo Coronavírus, que transmite de forma muito rápida a Covid-19, uma doença que vem afetando de todas as formas tanto a população quanto a economia, inclusive o mercado imobiliário.

Devido ao avanço da Covid-19, o cenário é muito negativo para o setor no Brasil, as quedas passaram de 50% já no mês de março, quando tivemos a confirmação da transmissão comunitária no país. Mas, com uma economia retraída e uma vida praticamente online, como o mercado imobiliário pode atuar de forma positiva para minimizar os danos da pandemia?

Neste post, apresentamos quatro medidas para auxiliar a diminuir os danos no mercado imobiliário gerado pelo coronavírus. Boa leitura!

Apresente os imóveis por meio de recursos visuais

Apesar dos impactos no mercado, temos muitos recursos tecnológicos que podemos usar a nosso favor. Antes da pandemia, não fazíamos uso deles porque a nossa rotina permitia que vivêssemos de outro modo. Contudo, em um cenário em que precisamos, cada vez mais, nos comunicar pela internet, esses recursos se tornam aliados para um bom trabalho.

Você pode utilizar as redes sociais e aplicativos específicos para apresentar os imóveis para seus clientes, por meio de fotos ou vídeos. Sabemos que visitar o local é a melhor opção, mas, como estamos em processo de mudanças e adaptações, investir nessas ideias são boas alternativas.

Invista em tecnologias

Você já pensou em investir em um sistema de gestão online, em que os funcionários possam acessar remotamente? Essa é uma forma de dar continuidade no trabalho em casa e não deixar acumular tarefas, até porque não sabemos quando vamos retomar nossas rotinas e nem sabemos se teremos que nos adaptar a um novo normal.

Para ter uma boa relação, você deve estar presente para seus clientes, por isso, seja aliado do uso de aplicativos, para que o serviço oferecido fique mais próximo deles neste momento. Uma dica legal é fortalecer o uso do WhatsApp na sua empresa.

Além disso, cuide muito bem das suas páginas na internet — ter um blog no seu site ajuda a fortalecer a sua marca, a alcançar mais clientes e também mantê-los em contato com informações relevantes do meio imobiliário.

Essas dicas são de suma importância para alinhar a comunicação entre a imobiliária, locatário e proprietários, amenizando os impactos da pandemia.

Obtenha indicações por meio de parcerias

Aumentar as chances de fechar contratos não é tarefa fácil quando estamos em crise, principalmente esta que estamos vivendo. Por isso, aposte em usar sua rede de contatos para auxiliar a expandir seus negócios e, consequentemente, aumentar seus clientes.

As parcerias geram confiança no seu trabalho, por ter sido indicado, e também um atendimento personalizado para os possíveis compradores. Lembre-se de que é importante manter proximidade com seus clientes, especialmente para mostrar que você se importa com eles.

Invista em portais imobiliários

Utilizar portais imobiliários pode trazer muitas vantagens, ainda mais agora que estamos mais conectados, pois estes sites são especializados no mercado digital e geram grande tráfego de pessoas interessadas em imóveis.

Além disso, os portais aparecem primeiro nas páginas de pesquisa, fazendo com que tenham mais acessos do que sites individuais de imobiliárias. Os possíveis clientes garantem otimização do tempo de pesquisa, uma vez que as pessoas não precisam abrir muitas abas e tem a garantia de um filtro mais refinado de busca.

Neste post, apresentamos algumas dicas que podem ajudar bastante nos desafios em tempos de crise do mercado imobiliário e o coronavírus.

Podemos auxiliar suas vendas e locações neste período, anuncie seus imóveis no portal Moving!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.