MRV vê oportunidade de ganhar mercado e elevar os preços de imóveis

São Paulo, 09/08/2017 – A expansão dos lançamentos e das vendas de imóveis trimestre a trimestre já faz com que a MRV Engenharia, maior construtora do Minha Casa Minha Vida (MCMV), vislumbre um aumento gradual na sua participação de mercado, além de potencial para um ajuste nos preços dos apartamentos acima da inflação no ano que vem.

“Vemos espaço para que a empresa siga crescendo. Ainda temos uma participação de mercado pequena, e o setor de baixa renda é muito grande”, afirmou o copresidente da MRV, Eduardo Fischer, em entrevista ao Broadcast.

A companhia detém uma fatia de aproximadamente 12% no mercado de imóveis destinados à população de baixa renda. Embora não detalhe números, Fischer avalia que essa participação tem potencial para aumentar. “Em outros setores, a concentração é maior. E nós enxergamos a possibilidade de crescer”, frisou, lembrando que as operações aumentam seguidamente há três trimestres.

Esse ganho de mercado é considerado um reflexo natural da estratégia anunciada pela construtora no fim do ano passado, cujo foco é expandir os lançamentos nas cidades de grande porte onde a MRV já está presente. Desta forma, ela pretende reforçar as vendas e capturar ganhos de escala e produtividade, sem ter a necessidade de deslocar suas equipes para novas cidades, gerando novas despesas.

Fischer avaliou também que as faixas 2 e 3 do MCMV – foco de sua atuação – permanecem saudáveis, assim como a disponibilidade de recursos originados no FGTS. Apesar do saque das contas inativas do fundo, nos últimos meses, o executivo acredita que o orçamento do programa habitacional está preservado e segue capaz de sustentar a meta de contratações anunciada pelo governo federal.

O copresidente da MRV observou também que há potencial para aumento no preço de venda dos apartamentos, com ajustes acima da inflação a partir de 2018. Há cerca de dois anos, a companhia tem feito repasses que ficaram abaixo da inflação, explicou. “Há espaço, no futuro, pare reprecificar os apartamentos. Nesse contexto, entregaremos também um produto melhor”, disse.

A MRV lançou novas linhas de projetos imobiliários, com melhorias. Entre esses itens estão Wi-Fi nas áreas de lazer e apartamentos com tomadas USB e piso laminado – acabamento que não costuma ser visto em projetos nessa faixa. Neste ano, 30% dos lançamentos também serão equipados com painéis de energia solar, patamar que deverá subir para 100% até 2021, reduzindo as despesas dos moradores com condomínio.

“O acréscimo nos custos de produção não é representativo e acabará sendo absorvido pelos ganhos de escala e eficiência operacional”, explicou Fischer. “Estamos colocando um produto melhor no mercado, e o cliente percebe claramente esses diferenciais. O acréscimo é pequeno no custo e acompanhado pela possibilidade de se cobrar mais por isso”, acrescentou. (Circe Bonatellicirce.bonatelli@estadao.com)

Fonte: Broadcast

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.