Como a definição de persona e público-alvo aumenta a venda de imóveis?

Como a definição de persona e público-alvo aumenta a venda de imóveis?

Uma boa campanha de marketing é composta por várias etapas e fatores. No entanto, definir a persona e o público-alvo de determinado produto ou serviço é decisivo nas estratégias de vendas de qualquer empresa.

Nos negócios que envolvem imóveis não é diferente: esses dados vão encaminhar as vendas para os compradores em potencial e, assim, aumentar o número de negociações e torná-las mais rápidas.

Para descobrir quem são essas pessoas, são necessárias pesquisas para se chegar ao perfil ideal. Assim, as ações serão direcionadas para o público adequado, obtendo — dessa forma — retorno, lucro e engajamento.

Continue, então, a leitura e entenda mais sobre esses dois conceitos e como eles podem agilizar as vendas de imóveis!

O que é persona?

É uma representação fictícia do seu cliente ideal. Apesar de o público-alvo ainda ser utilizado nas campanhas de marketing, ele está perdendo espaço para a persona.

De fato, ela define melhor o perfil de quem deve ser impactado — uma vez que as informações são mais detalhadas, tornando-o o mais próximo possível do real.

Sua construção é baseada em dados sobre comportamento, hábitos e características demográficas dos clientes em potencial, entre outras informações. Assim, é possível fazer com que as pessoas enquadradas no perfil, identifiquem-se com os produtos ou serviços oferecidos pela empresa.

Como definir uma persona?

Se houver possibilidade, entrevistar alguns clientes pode ajudar bastante na criação da persona. Isso porque muitas perguntas podem ser feitas para se obter o máximo de informações possíveis. Confira alguns dos dados que podem ser obtidos:

  • Quem é o cliente? (obter informações sobre as características físicas e psicológicas);
  • Que tipo de produto ou serviço ele mais consome em relação à empresa?
  • Quais são as suas principais atividades pessoais e profissionais?
  • Qual é o seu nível de instrução?
  • Quais são seus principais desafios e dificuldades?
  • Como a empresa pode ajudá-lo?

Ou seja, você precisa saber que tipo de pessoa se interessa por determinado imóvel. Dessa forma, tudo que estiver direcionado a ela em campanhas de marketing digital será pensado especificamente para a persona criada.

É muito importante pegar o máximo de informações possíveis. Com as respostas em mãos, você terá dados consideráveis para definir seus potenciais consumidores. Confira:

  • idade;
  • gênero;
  • lazer;
  • hobbies;
  • renda;
  • profissão;
  • desafios;
  • estilo de vida;
  • se tem filhos;
  • idade dos filhos;
  • sonhos e desejos;
  • hábitos de compra;
  • tecnologias usadas;
  • programas que assiste;
  • dificuldades do dia a dia, entre outros.

Exemplo de persona: “Joaquim, 30 anos, consultor de TI. Solteiro. Mora no Morumbi, em São Paulo. Formado em Tecnologia da Informação. Participa com frequência de feiras sobre tecnologia e informática e adora ficar atualizado sobre tudo que ocorre no setor. Gosta muito de viajar e não abre mão de atividades físicas, como ginástica, musculação e lutas.”

Qual a importância de criar uma persona?

Criar uma persona define com detalhes como é o cliente ideal. Permite elaborar estratégias mais seguras nas ações de marketing da empresa, garantindo resultados mais eficazes. Confira as vantagens da criação de uma persona com todas as características relevantes.

Ajuda na identificação do público

A criação da persona permite identificar mais facilmente o público. Porém, as características são mais aprofundadas quando comparadas ao público-alvo, sendo possível criar uma estratégia de vendas mais diferenciada.

Reduz as objeções de compra

Quando se faz um levantamento para saber as características da persona, suas maiores necessidades são também pesquisadas, assim como suas dúvidas e dificuldades para finalizar uma compra.

Permite o investimento no canal mais adequado

Sabendo dos costumes dos clientes, é possível fazer investimentos no canal adequado e chegar mais facilmente à persona. Dessa forma, gera-se mais leads qualificados;

Melhora a comunicação

Ao descobrir mais sobre seu cliente, é possível haver um maior entendimento dos processos de comunicação, como a linguagem a ser usada e as objeções de compra, garantindo argumentos mais convincentes para cada perfil.

O que é público-alvo?

O público-alvo envolve uma grande quantidade de pessoas, uma fração da sociedade para a qual seu produto ou serviço pode ser útil. É o grupo para o qual sua empresa direciona suas ações de marketing.

O público-alvo são os consumidores em potencial de seu produto ou serviço por se identificarem com ele. É utilizado na fase inicial da criação das estratégias de vendas, quando se necessita de poucas informações sobre o consumidor e o objetivo é atingir um público maior.

Para defini-lo, algumas informações são necessárias, como:

  • faixa etária;
  • gênero;
  • estado civil;
  • poder aquisitivo;
  • classe social;
  • escolaridade;
  • hábitos de consumo;
  • profissão, etc.

Apesar de ainda ser utilizado na fase inicial da criação das estratégias de marketing, o público-alvo está em desuso, não sendo o único guia para as estratégias de vendas — como ocorria há algum tempo. Informações mais aprofundadas são obtidas, entrando em cena a persona como uma forma mais apurada de atingir o público.

Exemplo de definição de público-alvo: “Homens e mulheres entre 30 e 45 anos com filhos, moradores da capital, com renda entre R$4000,00 e R$7000,00.”

Qual é a diferença entre público-alvo e persona?

Ambos desempenham papéis importantes na estratégia de marketing. A principal diferença entre os dois conceitos é que o público-alvo envolve um grupo de pessoas com informações mais generalizadas, enquanto a persona conta com informações mais detalhadas — apontando o cliente ideal com características mais aprofundadas.

O público-alvo fornece dados mais abrangentes de um grupo de pessoas. Ele não fala, por exemplo, sobre os hábitos nem sobre o estilo de vida que levam. Seu consumidor em potencial pode estar entre eles.

A persona, por sua vez, define de forma mais específica quem vai consumir determinado produto, seja ele uma bebida, seja uma roupa ou um imóvel. Reúne muitos detalhes que possibilitam chegarmos facilmente a uma determinada pessoa.

Como você percebeu neste texto, tanto o público-alvo como a persona são importantes, bastando usá-los no momento adequado da venda. Ambos ajudam a captar leads qualificados, com fortes chances de se tornarem compradores.

Gostou deste post? Agora que você sabe sobre as diferenças entre persona e público-alvo, leia, então, outro artigo interessante sobre a prática de inside sales nas empresas.

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.