Lançamentos e vendas de imóveis crescem quase 50% em São Paulo, no melhor resultado desde 2004

Quanto preciso ganhar para financiar um imóvel? Descubra!

Apesar da crise, muitos brasileiros ainda sonham em adquirir um imóvel. Afinal, quem não deseja fugir do aluguel, não é mesmo? Financiar a casa própria é o melhor caminho para realizar esse objetivo. Mas, quanto é preciso ganhar para financiar um imóvel?

Trata-se de uma decisão que necessita de alguns cuidados, como uma boa pesquisa de mercado, planejamento e muitos cálculos para que nada fuja do controle. A sua tranquilidade depende, também, de boas decisões, e optar por um financiamento imobiliário requer cautela.

Na verdade, alguns fatores devem ser considerados, como o valor do imóvel e sua renda, uma vez que é essencial que sua qualidade de vida seja mantida, sem que haja privações por conta dessa dívida.

Neste artigo, você saberá quanto precisa ganhar para financiar um imóvel e como se manter tranquilo nesse momento. Veja!

financiar imóvel

Saiba as principais exigências ao financiar um imóvel

A Caixa se mantém como um dos principais financiadores imobiliários. Desde 2018, passou a financiar 70% dos imóveis usados e 80% dos novos, garantindo maior facilidade na aquisição da casa própria.

Mas, para decidir com que banco vai assinar contrato, é necessário que o interessado no financiamento confiram as taxas, que podem variar de uma instituição para outra.

Outro fator que merece atenção é quanto à exigência das instituições financeiras de que o valor do financiamento não deve comprometer mais do que 30% da renda familiar. Trata-se de uma forma que os bancos encontraram de se proteger contra a inadimplência, que é muito grande, em especial em períodos de crise financeira.

Conheça sua renda

Para saber exatamente qual é a sua renda para o financiamento de um imóvel, não basta conhecer o valor que consta no contracheque. Na verdade, você deve contar com o que sobra após ter pagado todas as suas contas. Por isso, cuidado: se não fizer esse cálculo, certamente, passará por apertos financeiros.

Essas contas se referem àquelas que você paga todo mês, como aluguel, conta de luz, condomínio, escola, plano de saúde, alimentação, gasolina etc. Ou seja, são gastos substanciais que devem ser considerados.

Conheça os tipos de financiamento

É importante conhecer alguns tipos de financiamento pelos quais você pode optar. As vantagens podem variar de uma instituição para outra, no entanto elas têm interesse em fechar contrato e você deve sempre tentar negociar. Confira!

Direto com a construtora

O financiamento com a construtora pode oferecer algumas vantagens para quem opta pelo parcelamento, uma vez que é de interesse da empresa negociar e o acordo ocorre de forma mais tranquila.

Outro fator que conta a favor nesse tipo de financiamento é a burocracia, que se apresenta em menor grau, facilitando, dessa forma, a negociação para ambas as partes. A construtora faz uma verificação de seu nome antes de conceder o crédito.

Caixa Econômica Federal

Trata-se do financiamento mais popular, visto que oferece algumas vantagens para determinado grupo de pessoas. A Caixa disponibiliza crédito, por meio de programas habitacionais, como o Minha Casa Minha Vida, para quem tem interesse na compra de imóvel. Você pode fazer uma simulação no site para ter uma noção de como poderá realizar o financiamento.

Financiamento com bancos privados

Trata-se de uma opção bem interessante para pessoas que desejam comprar um imóvel e que contam com um bom poder aquisitivo. Essa alternativa possibilita a barganha de juros com o banco, tornando a negociação bem mais vantajosa.

Tente negociar

Negociar é imprescindível nesse momento e existem instituições dispostas a isso, pois o objetivo da maioria é fechar o maior número de negócios. Sendo assim, buscar sua instituição bancária é a primeira medida para conseguir benefícios — levando-se em conta que, muitas vezes, os valores são superestimados na divulgação.

Cabe ressaltar que, se for o primeiro imóvel da família, o FGTS poderá ser usado e é uma enorme vantagem para abater parcelas ou mesmo reduzir o valor da entrada.

Como vimos, para saber quanto é preciso ganhar para financiar um imóvel, você deve levar em conta a sua renda, a capacidade de investimento e quanto pode dar de entrada para obter um financiamento que caiba no seu bolso. Lembre-se de pesquisar entre as instituições bancárias aquela que oferece as melhores condições, considerando número de parcelas e taxas de juros, antes de tomar uma decisão.

Assim, mesmo sem ter o valor integral para pagar pelo imóvel, você verá que pode adquirir sua casa própria com planejamento e escolhendo a melhor opção de financiamento. Gostou do post? Confira, então, mais detalhes sobre como entrar em um financiamento de imóvel!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. Tenho gostado muito de ler os artigos desse blog, os posts são ótimos.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.