O que você precisa saber sobre o seguro de financiamento imobiliário

O financiamento de um imóvel é o caminho mais prático para realizar o sonho da casa própria, utilizado por milhares de brasileiros. No entanto, é um processo que desperta diversas dúvidas, inclusive, sobre a obrigatoriedade do seguro de financiamento imobiliário.

Nesse sentido, antes de contratar um financiamento é importante avaliar todas as condições de pagamento e como é a composição das parcelas — por ser um investimento significativo, entender esses pontos é crucial para ter segurança e organizar o seu orçamento.

Mas, afinal, como funciona o seguro de financiamento imobiliário? Se deseja entender tudo sobre o assunto, veio ao lugar certo! Continue a leitura deste post e entenda o que é, como funciona, se é obrigatório e outras informações relevantes sobre esse tipo de seguro!

O que é seguro de financiamento imobiliário?

O seguro de financiamento imobiliário é um produto financeiro incluído nas parcelas de quem financia um imóvel. Trata-se de um recurso oferecido pelas instituições financeiras para proteger o bem e o comprador de possíveis contratempos futuros.

Em outras palavras, consiste em uma porcentagem embutida nas parcelas do imóvel e que é destinada ao seguro. Assim, em caso de alguma situação, o cliente pode contar com a cobertura deste plano, de acordo com as condições estabelecidas no ato do contrato.

Existem duas modalidades de seguro de financiamento imobiliário, veja a seguir quais são elas!

Seguro de Morte e Invalidez Permanente — MIP

O primeiro tipo é o MIP — Seguro de Morte e Invalidez Permanente, que oferece cobertura total do saldo devedor em caso de invalidez ou falecimento. Nesse caso, a indenização é para apenas se houver uma única pessoa responsável pelo pagamento.

Se a parcela for paga por mais familiares, o MIP indenizará com valores proporcionais à renda de cada familiar. Além disso, o seguro cobre acidentes e descoberta de doenças após a assinatura do contrato, por isso, é importante ter atenção.

Seguro de Danos Físicos ao Imóvel — DFI

O DFI — Seguro de Danos Físicos ao Imóvel, como o próprio nome sugere, é um seguro direcionado a problemas estruturais e acidentes. O objetivo desse modelo é garantir o reparo de danos causados ao imóvel durante o período de vigência do financiamento.

Algumas das situações cobertas são:

  • alagamentos;
  • eventos naturais;
  • incêndios;
  • desmoronamentos;
  • explosões e outros.

Sendo assim, o DFI é um tipo de seguro que cobre diversas situações causadas por fatores externos e que provoquem danos ao imóvel. Dessa forma, não há cobertura para danos gerados pela falta de manutenção, má conservação, desgastes e problemas antes do financiamento — quando não se tratar de um imóvel novo.

O seguro de financiamento imobiliário é obrigatório?

Uma das principais dúvidas dos clientes é se o seguro de financiamento imobiliário é um requisito inevitável. A resposta para esse questionamento é sim, ou seja, o seguro é obrigatório para todo financiamento habitacional, de acordo com a Lei 4380/64 de agosto de 1964.

É um produto financeiro muito importante para assegurar a tranquilidade do cliente que financia um imóvel, protegendo-o em situações complexas. Por esse motivo, é uma obrigatoriedade que proporciona vantagens importantes e contribui para o cliente não ficar com débitos em aberto em caso de adversidades.

Como o seguro de financiamento imobiliário funciona?

O seguro de financiamento de imóvel funciona de forma simples e o valor é embutido nas parcelas dos planos feitos pelo Sistema Financeiro de Habitação — SFH. Para isso, os valores são calculados de acordo com as parcelas e geralmente, ficam abaixo de 3% da prestação.

Nesse contexto, as alíquotas de cada tipo de seguro é calculada com base em diferentes aspectos. O MIP, por exemplo, leva em consideração a idade do cliente para estabelecer o valor do seguro.

Já no caso do DFI, a alíquota é calculada com base no valor do imóvel no ato da assinatura do contrato. Sendo assim, o valor não altera com o passar do tempo, ou seja, é cobrada a mesma taxa até a quitação do financiamento do imóvel.

Entretanto, é importante salientar que é fundamental ter atenção ao assinar o contrato de financiamento, pois as instituições podem relacionar seguros não obrigatórios. Além do DFI e do MIP, você não tem a obrigatoriedade de contratar outro tipo, já que esses dois oferecem toda a segurança.

Quais os benefícios do seguro de financiamento?

O seguro de financiamento imobiliário é extremamente importante e oferece benefícios tanto para o cliente quanto para a instituição. Consiste na oportunidade de ter apoio em casos extremos e garantir a tranquilidade, evitando a ocorrência de débitos.

Diante disso, o seguro de financiamento habitacional proporciona os seguintes benefícios:

  • proteção em caso de invalidez;
  • cobertura em caso de falecimento;
  • auxílio em danos causados por eventos naturais;
  • evita débitos com o credor em casos de adversidades.

Nesse sentido, o seguro de financiamento imobiliário se tornou obrigatório exatamente por oferecer diversos benefícios para o cliente e credores. Assim, é possível garantir pagamentos mesmo em situações delicadas, evitando a inadimplência e sérios problemas financeiros para o cliente.

Como o seguro de financiamento imobiliário é calculado?

Cada tipo de seguro é calculado com base nas características do cliente e valor do imóvel a ser financiado. Sendo assim, os valores incluídos das parcelas mensais dependem diretamente desses fatores, no entanto, normalmente não ultrapassam 3% do valor total da parcela.

Dessa forma, além do valor de amortização do imóvel a taxas, a alíquota base da seguradora é adicionada nas parcelas de acordo com o tipo de seguro. Por isso, é preciso avaliar o valor do imóvel e outros dados para chegar ao número preciso pago pelo seguro.

Nesse sentido, o seguro de financiamento imobiliário é contratado no ato da solicitação de parcelamento em uma instituição financeira. Dessa forma, cada seguradora pode oferecer serviços diferentes, por isso, tenha sempre atenção à apólice antes de assinar o contrato.

Podemos concluir que o seguro de financiamento imobiliário é um recurso obrigatório e que proporciona benefícios importantes. Afinal, contar com apoio em caso de imprevistos é a melhor alternativa para ter tranquilidade e evitar prejuízos consideráveis.

Gostou do post? Agora que entendeu tudo sobre o seguro de financiamento imobiliário, o que acha de ler outro artigo relevante? Veja agora mesmo sobre o seguro de incêndio e continue aperfeiçoando os seus conhecimentos!          

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.