Já ouviu falar em seguro incêndio? Entenda agora como funciona

Já ouviu falar em seguro incêndio? Entenda agora como funciona

Ao chegar na nossa casa, não tem coisa melhor do que se sentir confortável e seguro. Não é somente sobre decoração e ter as coisas que amamos — aqui também incluímos o seguro residencial.

Ao contratar um seguro residencial, é obrigatória a disponibilização do seguro incêndio. É importante contratá-lo, pois, caso seu imóvel sofra alguma avaria, ele terá cobertura. Assim, você contará com mais segurança e também poderá ter reembolso de bens perdidos.

O seguro incêndio é uma das partes mais importantes e se sentir seguro em nossa casa é o que mais queremos. Continue a leitura para saber como funciona!

Para que serve esse seguro?

Acredite se quiser, mas existe um número alto de pessoas que acredita que incêndios nunca acontecerão em suas casas. Realmente, ser otimista é algo importante. Óbvio que não queremos que estas situações aconteçam, mas nesses casos, temos que ser realistas e pensar em todas as possibilidades.

O seguro serve para proteger o imóvel e os bens que estiverem no interior dele. Quando a residência ou o comércio é atingido pelo fogo, o seguro cobre esses reparos. Além disso, oferece outras vantagens como limpeza, hospedagem e reparos na parte elétrica, hidráulica e de telefonia.

Como funciona a adesão?

Automaticamente, ao adquirir um seguro residencial, está incluso o seguro básico contra incêndios. Entretanto, existem algumas diferenças, se você mora em condomínio, é proprietário ou inquilino.

Na questão do condomínio, é obrigatória a adesão de um seguro condominial. Nele, estará incluso o seguro incêndio, mas vale lembrar que só contempla as áreas comuns do prédio. Caso aconteça algum incêndio total no condomínio que não tenha partido de um apartamento, o seguro se estende para os imóveis particulares.

Para o apartamento, é necessário o outro seguro: o residencial. Se você mora de aluguel, quem tem a obrigatoriedade de pagar este seguro é o proprietário, entretanto, ele pode solicitar que você pague. Esse valor é somado ao valor do aluguel — a lei do inquilinato aborda este tema. Vale a pena a leitura.

Quais são os bens cobertos pelo seguro incêndio?

O seguro cobre o que estiver no interior do imóvel. Porém, você deve verificar o que está no documento de contrato, pois cada seguradora tem suas regras, no que diz respeito à cobertura, bem como aos adicionais.

Ele é bem amplo e, como dissemos acima, não necessariamente o fogo tenha que ter começado em sua propriedade. Se a sua casa foi atingida, ela será beneficiada pelo seguro.

Qual o custo médio de contratação?

Se você se baseia nos preços de um seguro de automóvel, terá uma surpresa. Saiba que o seguro residencial tem o valor muito mais baixo e abrange muitos problemas que podem ocorrer.

Mas, informamos que não tem um preço fixo — depende muito do que é oferecido no seguro. Por isso, o ideal é fazer simulações no próprio site das seguradoras. Assim, você terá uma ideia do valor que o seguro sairá.

Você pode contratar o seguro, diretamente com as seguradoras ou contar com o auxílio de profissionais que entendam dessa área, bem como imobiliárias. Afinal, todo o cuidado é pouco quando contratamos algo.

Gostou de saber mais sobre o seguro incêndio? Então, não deixe de compartilhar esse texto nas suas redes sociais. Com certeza, você ajudará a outras pessoas!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.