Bradesco aponta alta na procura por crédito imobiliário

Tecnisa fará oferta de ações que pode atrair R$ 411 milhões de investidores

São Paulo, 08/07/2019 – A construtora Tecnisa anunciou uma oferta subsequente de ações (follow on, conforme jargão do mercado financeiro) de 300 mil ações, o que pode render uma captação de R$ 411 milhões junto a investidores, considerando a cotação de R$ 1,37 na véspera do anúncio da operação, de acordo com comunicado da companhia ao mercado. O valor da operação ainda pode aumentar, caso haja demanda por mais ações.

A Tecnisa informou que pretende utilizar aproximadamente 50% dos recursos líquidos captados na oferta para promover o crescimento das operações imobiliárias, incluindo a aquisição de novos terrenos. O restante dos recursos vai para a melhoria na estrutura do seu capital, por meio do pagamento de determinadas dívidas e ainda para o reforço de capital de giro da companhia.

 

A Tecnisa tem pouco dinheiro em caixa. O dinheiro esperado com a capitalização, na ordem de R$ 411 milhões, corresponde a cerca de 85% da dívida líquida e é suficiente para colocar a casa em ordem. Tradicional no setor residencial de médio e alto padrão, a Tecnisa foi uma das companhias mais afetadas pelos distratos nos últimos anos, o que a obrigou a focar na revenda de estoques e suspender os lançamentos por quase três anos. A retomada ocorreu só em maio e, ainda assim, com participação minoritária em um novo empreendimento.

 

A capitalização por meio da oferta subsequente de ações (follow on) tende a ajudar a construtora a equilibrar seu balanço e ter maior participação em um novo ciclo de empreendimentos, mas a atração de investidores não é tão simples, pois os resultados passados da companhia foram negativos, segundo analistas de construção civil do banco Credit Suisse.  “Considerando que a Tecnisa apresentou retornos ruins ao longo do ciclo passado, acreditamos que os investidores provavelmente pedirão um desconto (no valor da ação) para entrar nessa operação”, afirmaram Luis Stacchini e Vanessa Quiroga, em relatório do Credit Suisse, lembrando que a companhia vem de alavancagem alta, projetos pulverizados e muitos distratos de vendas. (Altamiro Silva e Circe Bonatelli)

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.