Secovi: Rio tem melhor agosto em 4 anos para negociação de imóveis residenciais

Transação imobiliária: quais os principais custos para o locador e locatário?

Quem tem um imóvel para alugar ou quem deseja alugar um precisa se informar sobre os custos dessa transação imobiliária. Também conhecidas como operações imobiliárias, elas abrangem todas as negociações de imóveis: compra, venda e aluguel. Os custos da compra e venda são conhecidos e esperados, mas os da locação, nem sempre.

Pela falta de conhecimento, os custos do locador e do locatário pegam de surpresa muita gente. Neste artigo, vamos apresentar quais são eles e ensinar como você pode se preparar e, assim, não ter a desagradável surpresa de mais uma conta a pagar.

Quais são os principais custos da transação imobiliária para o locador?

Para o locador, além do valor do aluguel, condomínio e IPTU, existem outras despesas que devem ser analisadas antes de fechar o contrato. Vamos conferir quais são elas!

Registro imobiliário

Normalmente, o registro imobiliário é realizado somente em casos de compra e venda, mas ele pode ser para a locação, como uma medida de segurança para ambas as partes. Quando a locação é feita diretamente com o proprietário, é recomendável fazer o registro do contrato no cartório. Essa é uma maneira de resguardar os direitos e ter uma proteção legal.

O valor do registro é baseado no valor total do contrato, ou seja, o custo do aluguel multiplicado pelo prazo total. As taxas e emolumentos (pagamento por serviços públicos) variam de acordo com o estado, o tipo de imóvel e valor total do contrato. Em São Paulo, por exemplo, oscila entre 0,3% a 1,1%.

Seguro e garantias locatícias

Para garantir o pagamento do aluguel e a conservação o imóvel, todo contrato conta com um seguro e outras garantias locatícias. Uma delas é o seguro fiança. O fiador é a pessoa que se responsabiliza pelo pagamento do aluguel. Isso significa que, caso o locatário falte com suas obrigações, o locador tem direito a cobrar a dívida do fiador.

Por ser uma grande responsabilidade, é cada vez mais difícil conseguir uma pessoa que aceite essa função. Quem não tem um fiador precisa dar outro tipo de garantia de que honrará com seus compromissos. O mais comum é o seguro fiança.

Outras opções oferecidas são a caução em bens — que tem o custo do registro —, caução em dinheiro ou caução em título de capitalização. Além disso, é obrigatório o pagamento do seguro incêndio, presente em todo contrato de aluguel. Trata-se de uma garantia para cobrir possíveis danos causados pelo fogo. Ele ainda tem a função de auxiliar nas medidas preventivas contra incêndios.

Conservação do imóvel

Todo contrato exige que, ao devolver o imóvel, ele se encontre nas mesmas condições de conservação definidas no documento. O uso diário causa pequenos danos que, se não forem consertados, podem se agravar.

Um exemplo disso é a pintura das paredes. No dia a dia, por exemplo, é comum esbarrar ou colocar as mãos nas paredes, o que suja e desgasta a pintura. É uma obrigação do locatário devolver o apartamento com as paredes pintadas, na cor original e definida no contrato, na vistoria do imóvel.

Esse custo de manutenção, conservação e pequenas reformas deve fazer parte do orçamento mensal, para não ser um peso ao final do contrato. Preferencialmente, à medida que ocorram os danos pelo uso diário ou, até mesmo, mal uso, eles devem ser reparados, para evitar o acúmulo.

ofertas mitre

Quais são os principais custos da transação imobiliária para o locador?

Para o locador, também existem alguns custos que precisam ser contabilizados. Vamos conferir quais são eles.

Imposto de renda

Os ganhos com o aluguel devem ser declarados no imposto de renda, pois são tributáveis. Quando o valor recebido pela locação é maior que o teto do IR, é preciso recolher o imposto mensalmente.

Além disso, o recurso recebido pelo aluguel pode se acumular com outras rendas recebidas, como salário e pensão. No site da Receita Federal, é possível conferir a tabela atualizada.

É importante falar que, no caso em que o locatário também alugue um imóvel com a mesma finalidade, como moradia, ele não pode deduzir o valor pago da renda recebida.

Reparos e manutenção no imóvel

Se, por um lado, o locatário é responsável pela manutenção e reparos em danos causados pelo uso, o proprietário do imóvel deve fazer a manutenção em danos estruturais e do tempo. Por exemplo, problemas na rede elétrica ou hidráulica, desde que não sejam por mau uso, são responsabilidade do dono.

Honorário da imobiliária

No caso da locação, o proprietário paga um valor à imobiliária ou ao corretor pela administração do imóvel. A empresa é responsável pela cobrança do aluguel, divulgação, administração do contrato, vistoria e toda a parte burocrática. O serviço é prestado sob demanda e o valor cobrado varia de acordo com a imobiliária.

Como se preparar para eles?

Sabendo quais são os custos para o locador e locatário, resta descobrir como se preparar para eles. No caso do locatário, ao definir o valor do aluguel do imóvel, deve-se descontar o honorário da imobiliária e o imposto de renda. Assim, já sabe exatamente o valor que irá receber pela locação. Além disso, é uma boa prática guardar mensalmente uma porcentagem do valor para pagar as manutenções.

Já para o locador, é preciso fazer um planejamento financeiro detalhado. Para isso, deve-se verificar quais seguros e garantias estão previstos no contrato. Alguns exigem um pagamento único no início da transação. Outros podem ter um valor mensal. Nesse caso, o valor deles deve ser considerado no custo mensal do imóvel, junto ao aluguel, IPTU e condomínio.

Assim como para o locador, é uma boa prática o inquilino guardar um percentual para possíveis manutenções no imóvel. Dessa forma, é possível criar um caixa para realizar as manutenções necessárias e os reparos para entregar o imóvel.

Agora que você já conhece todos os custos relacionados à locação de imóveis, ficará mais preparado para essa transação imobiliária. Ter um planejamento financeiro detalhado minimiza os riscos de não conseguir arcar com seus deveres, tanto para os locatários como para os locadores.

Ficou com alguma questionamento sobre os custos da transação imobiliária de locação? Deixe um comentário contando o que achou deste conteúdo ou dúvidas sobre ele!

 

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. Excelente matéria, aprendi muito com esse post.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.