Vender imóvel na planta

Vender imóvel na planta: 6 dicas de ouro para potencializar as vendas

Vender imóvel na planta é uma excelente alternativa para atrair clientes e, ainda, movimentar dinheiro no mercado imobiliário. Essa categoria de vendas tem sido uma maneira mais tranquila para quem deseja partir para a compra do primeiro imóvel, e uma ótima forma de as imobiliárias garantirem maiores lucros.

Para o consumidor, comprar um imóvel na planta compensa em alguns aspectos, como a facilidade de pagamento e o recebimento de um apartamento novinho em folha. No entanto, muitos compradores apresentam um certo receio — uma vez que se trata de um projeto que ainda está no papel.

Nesse momento, o cliente poderá contar com a experiência do corretor. O profissional poderá tranquilizá-lo e passar mais segurança por meio de informações acerca de prazos e sobre a incorporadora, entre outros aspectos.

Neste artigo, vamos dar dicas para que as vendas de sua imobiliária se potencializem com fechamentos de negócios referentes a imóveis ainda na planta. Continue a leitura e confira!

1. Comece explicando ao cliente o que significa comprar na planta

Apesar de ser uma alternativa de compra e venda bem comum e conhecida, ainda assim, muitos compradores têm dúvidas sobre seu funcionamento e sobre seus prós e contras. O corretor terá a função de elucidar todas as questões para o potencial cliente — esclarecendo as principais vantagens desse negócio.

Diante disso, o profissional deve começar explicando o que realmente é comprar um imóvel na planta. Na verdade, é nesse momento que ele deve ganhar credibilidade e demonstrar autoridade no assunto — e isso é essencial para deixar o cliente mais tranquilo nesse processo.

Será nessa etapa que o corretor deverá deixar o comprador a par de todos os processos burocráticos que envolvem essa transação. É preciso fazê-lo entender que, apesar de comprar algo que ainda não está pronto, ainda é seguro, quando o bem é oferecido por construtoras confiáveis no mercado imobiliário.

2. Invista em realidade virtual e interativa

A realidade virtual é a criação de um ambiente teórico desenvolvido por um sistema. Trata-se de uma tecnologia que contribui para a imersão do potencial cliente em relação ao imóvel pelo qual ele esteja interessado.

Ele poderá se ver na planta, ou seja, é criada uma realidade baseada nas dimensões do imóvel. Isso ocorre por meio de uma tecnologia que possibilita o passeio virtual pelos cômodos do espaço.

O que antes era praticamente impossível, hoje, com esse recurso tecnológico, torna-se mais fácil demonstrar para o seu prospect o imóvel na planta. Essa tecnologia possibilita uma experiência incrível ao comprador em potencial — sem que a sua decisão seja baseada apenas por suposições de como seria determinada residência ainda em construção.

A realidade virtual é vista como uma ferramenta valiosa para os corretores na hora de vender imóvel na planta.

3. Mostre ao cliente as vantagens de comprar um imóvel novo

De cara, deixe bem óbvio para o cliente que comprar um apartamento na planta é, antes de tudo, adquirir um imóvel novinho em folha — que nunca foi habitado por ninguém. E isso tem muitas vantagens, sabia? Dá uma sensação incrível de exclusividade, o que deve ficar bem claro ao comprador em potencial.

Além dos benefícios financeiros, visto que se trata de um grande investimento que pode ser pago com facilidade, existem muitas outras vantagens. Exemplo disso seria o imóvel não apresentar quase nenhum problema por muitos anos — o que não ocorre com unidades usadas, que têm complicações frequentes de várias naturezas, como elétrica, hidráulica, entre outras.

4. Invista em marketing digital para vender imóvel na planta

Uma boa forma de atrair prospects para a sua imobiliária, quando o assunto é vender imóveis na planta, é apostar em marketing digital. Com ele, você garantirá que os potenciais clientes tenham acesso a variadas informações quanto a essa modalidade de compra.

Uma dica é criar um blog para sua imobiliária em que você poderá fazer várias postagens de conteúdos interessantes sobre esse segmento. Da mesma forma, é possível, por meio dessa ferramenta, atrair prospects interessados pelo assunto por intermédio de uma assinatura de newsletter e, assim, mantê-los conectados com informações atualizadas.

Outra estratégia de marketing que rende muitas visualizações é a elaboração de vídeos sobre o tema. A maioria das redes sociais aceitam esse tipo de conteúdo em suas postagens — na verdade, muitas pessoas se sentem atraídas por informações nesse formato.

5. Garanta mais segurança aos compradores

A insegurança é algo muito comum no momento de comprar um imóvel na planta. Ao perceber essa sensação no cliente, o corretor de imóveis deve intervir e apresentar todas as vantagens que essa forma de investimento pode trazer para o comprador.

Se o cliente demonstrar que não se sente seguro nesse tipo de transação, cabe ao corretor mostrar que existem diversos amparos legais para essa modalidade de negociação. Ele deve assegurar determinadas coberturas que protegem o comprador quanto a possíveis problemas.

É importante, também, que o potencial cliente tenha a noção de como ficará a unidade que está sendo negociada depois de pronta. Isso pode ser feito pelo memorial descritivo, preparado antes do lançamento do empreendimento imobiliário. Trata-se de um documento público e obrigatório pela Lei 4.591/64. Nele, deve estar descrito todo o projeto, detalhadamente.

6. Mostre a facilidade para alterar algum item

Sabe aquele imóvel dos sonhos do cliente, novinho e do jeitinho que ele sempre quis? É viável deixar o imóvel com características personalizadas com a venda de um imóvel na planta. O corretor deve aproveitar essa grande vantagem e informar seus clientes sobre essa possibilidade.

Como apartamentos vendidos na planta ainda não estão prontos, o comprador pode pedir alterações em alguns detalhes que não envolvam, logicamente, a estrutura do mesmo. Sendo assim, algumas alterações que podem valorizar o imóvel e o tornar mais atraente podem ser feitas.

Exemplos disso seriam modificações, no estágio inicial da construção, mais direcionadas aos acabamentos utilizados no interior do imóvel. Entre elas, tipo de piso, revestimentos de parede, bancadas de pia, louças e metais de banheiro, entre outras.

Como você conferiu neste post, é possível, por meio de algumas estratégias incríveis, atrair potenciais clientes e vender imóveis na planta. Dessa forma, você garante mais lucratividade para a sua imobiliária!

Gostou deste artigo? Então, o que acha de deixar seu comentário com as suas impressões e experiências sobre esse assunto tão interessante? Vamos adorar sua contribuição!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.