O que considerar na hora de vender ou alugar um imóvel?

O que considerar na hora de vender ou alugar um imóvel?

Em tempos de crise, os proprietários ficam indecisos quanto a vender ou alugar um imóvel. Muitos levam em consideração que o valor da locação pode representar uma renda a mais. Dessa forma, o bem fica intacto, promovendo mais segurança financeira.

Por outro lado, existe o transtorno de lidar com inquilinos que atrasam o aluguel ou o condomínio e se tornam inadimplentes, transformando-se em grandes problemas para os proprietários. Na verdade, tudo deve ser levado em conta, tanto para venda quanto para a locação.

A venda deve ser bem analisada para saber se o momento é propício, se o bairro tende a valorizar ou desvalorizar, entre outras questões relevantes.

Neste post, você vai saber o que avaliar na hora de se decidir pela venda ou aluguel de seu imóvel. Veja!

Rendimento do aluguel

Alugar uma residência significa ter uma renda todo mês além de seu salário e, dependendo da movimentação do mercado, o valor pode ser bem alto. No entanto, isso não quer dizer que o proprietário não precise gastar com ele. Quando o imóvel é alugado, o dono se responsabiliza por alguns gastos, que são especificados no contrato.

Outro fator a ser observado é quanto às reformas, visto que representam gastos inesperados por parte do dono da propriedade. Problemas relacionados a vazamentos, infiltrações e outros tocantes à estrutura são de total responsabilidade do proprietário.

Contar com a ajuda da locação para aumentar a renda mensal é essencial e muitos contam com ela para se sustentar. Por conta disso, manter o imóvel muito bem cuidado vai garantir não só essa renda, mas que a propriedade seja bem negociada diante de uma necessidade futura.

Valorização do imóvel

Outra questão a ser analisada é a valorização do imóvel. Existem casos em que ela pode vir com o tempo, como em determinados bairros, que crescem além do esperado. Isso pode ocorrer por conta de um incremento no comércio local, o surgimento de escolas e outros atrativos que contribuem para agregar valor.

Sendo assim, reunir o maior número de informações pertinentes sobre a unidade, como sua localidade e a quantas anda o mercado imobiliário na região é relevante para que se tenha uma noção de quanto ela vale.

Outra forma de valorizar um imóvel é por meio de reformas. Logicamente, uma propriedade com duas suítes vale bem mais do que aquela que tem apenas uma, não é mesmo? Por isso, determinadas benfeitorias compensam, principalmente se o principal desejo é a valorização.

Cenário econômico do mercado imobiliário

Em meio à crise no país, nos últimos anos, não é difícil imaginar que no mercado imobiliário houve também bastante impacto. Isso, certamente, influenciou no valor dos imóveis, pois muitos se viram obrigados a diminuir seus gastos diante da queda na procura.

No entanto, com o mercado financeiro retomando sua força, é de se esperar que o setor imobiliário se revigore e tudo volte ao normal, com aluguéis com preços justos e os imóveis com seus devidos valores. Em tempos bons, as ofertas aumentam e os investidores também, ficando mais fácil vender, alugar e fazer negócio em geral.

Potencial financeiro do proprietário

A primeira medida para quem deseja ficar livre de arrependimentos é pesar os prós e os contras ao optar entre vender ou alugar um imóvel. De fato, o aluguel vai garantir uma boa renda a mais, além do salário. Entretanto, como já comentamos, pode ocasionar gastos inesperados com obras e consertos.

Contudo, existem situações de dificuldades financeiras, nas quais a venda da propriedade pode ser a solução para o problema. Além disso, o que sobrar pode ser utilizado para adquirir outro bem ou no que o proprietário desejar investir.

É necessário ressaltar que a venda de um imóvel não é tão simples como se imagina. Ela requer preparo para um anúncio bem feito, melhorias e, nem sempre, se está pronto financeiramente para isso.

Na verdade, agir com pressa e se precipitar nessa decisão pode ocasionar a desvalorização do imóvel. Buscar outras soluções pode ser uma boa medida, até que se tenha certeza do que é melhor nesse caso.

Preço médio do aluguel dos imóveis

Antes de estabelecer o preço do aluguel, é primordial pesquisar a região onde está localizada a residência. Assim, você não perderá e nem cobrará preços exorbitantes, que dificultem a negociação. Cobrar o preço compatível com o lugar vai fazer com que a negociação flua mais rapidamente e você não espere muito tempo.

Locais com um bom comércio, ofertas de vários tipos de transportes e outras facilidades, como igrejas e escolas por perto, fazem com que as pessoas valorizem o imóvel — garantindo também preços mais altos na locação, sendo uma opção vantajosa para quem deseja esse tipo de transação.

Por isso, saber sobre o potencial da propriedade é relevante. Esse conhecimento é essencial para quem está pensando na hipótese de vender, visto que se investimentos no local estiverem ocorrendo, a melhor opção é esperar para uma boa valorização futura para que não haja perda de dinheiro.

Vacância do imóvel

A possibilidade de não encontrar um inquilino para o valor cobrado pode representar prejuízo para o locador. Em tempos de crise, esse problema se agrava, uma vez que encontrar pessoas com disponibilidade para se comprometer com esse custo é bem mais difícil.

De fato, a vacância de uma residência representa muitas despesas para o proprietário, pois o imóvel parado gera gastos com condomínio que, diga-se de passagem, é bem alto, entre outras contas inesperadas. Sendo assim, alugar pode ser bem melhor do que deixá-lo vazio, mesmo que a quantia esteja abaixo do que realmente vale no mercado.

Como você conferiu neste post, tudo deve ser avaliado na hora de escolher entre vender ou alugar um imóvel. Diante da importância de seu patrimônio, vale bem pesar os fatores, evitando gastos desnecessários. No entanto, sua resolução vai depender de suas prioridades, e cabe somente a você se decidir pela melhor opção.

Gostou deste conteúdo? Quer saber como calcular o valor de seu imóvel? Dê, então, uma espiadinha neste outro artigo muito interessante!

Fique por dentro do Mercado Imobiliário! Receba conteúdos gratuitamente.

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.